sexta-feira, 7 de julho de 2017

Mega Man Anniversary Collection


Mega Man Anniversary Collection (Atomic Planet Entertainment, PlayStation 2/Gamecube) -  Lançado em 23 de Junho de 2004 apenas na América do Norte, MMAC é uma coletânea de jogos desenvolvida originalmente para PlayStation 2 e Gamecube que chegou ao Xbox em 15 de Março de 2005. O conteúdo do disco consiste nos 8 primeiros jogos da série Mega Man, que iniciou no NES com os seis primeiros jogos, depois foi lançado o sétimo jogo no Super Nintendo e o oitavo jogo para PlayStation e Sega Saturn. A história segue o protagonista robótico Mega Man em suas aventuras continuas para derrotar o malvado Dr. Wily e seu exército de Robot Masters.

Cada jogo é quase idêntico em estrutura e o jogador deve progredir por uma série de fases temáticas para encarar chefes robóticos, obter novas armas e habilidades e derrotar Dr. Wily na batalha final. Uma das características adicionais é o "Navi Mode" para os seis primeiros títulos, que fornece dicas e caminhos para completar cada fase. Além desses 8 jogos, MMAC inclui 2 jogos de luta desbloqueáveis (Mega Man: The Power Battle e Mega Man 2: The Power Fighters) que tiveram um lançamento limitado fora do Japão.  Outros elementos desbloqueáveis  incluem a arte original dos jogos e músicas remixadas.


Lista de Jogos


*Baseado na versão PlayStation.

Desbloqueáveis



Rockman Complete Works

Coleção completa da linha Complete Works de algum sortudo do Fórum da Capcom Unity.

Rockman Complete Works é uma linha de remakes de jogos lançados apenas no Japão para o PlayStation em 1999 incluindo os seis primeiros jogos da série clássica de Mega Man originalmente lançada no NES. Os 6 jogos foram lançados individualmente, cada disco contendo uma adaptação da versão original para Famicom no "Original Mode", assim como o "Navi Mode" que tem um sistema de dicas na forma de um personagem de suporte que ajuda o jogador, um HUD atualizado, trilha sonora remixada e modos adicionais de jogo.

Os jogos são compatíveis com o periférico PocketStation, permitindo que se enfrente os chefes em um mini-game de Pedra, Papel ou Tesoura chamado "PokeRock". Também é possível jogar o mini-game contra outro jogador através do sensor infravermelho do PocketStation. Todos os 6 jogos foram embalados com Rockman X7 na "Rockman Collection Special Box" lançada em 19 de Dezembro de 2003 para o PlayStation 2. Antes disso, os jogos haviam sido relançados em partes no selo "PSOne Books" em 24 de Abril de 2003 (Rockman 1 e 2), 29 de Maio de 2003 (Rockman 3 e 4) e 26 de Junho de 2003 (Rockman 5 e 6) respectivamente.

Essas adaptações da linha Complete Works de Rockman 1-6 serviram de base para a coletânea Mega Man Anniversary Collection, lançada em 23 de Junho de 2004 para PlayStation 2 e Nintendo Gamecube, consequentemente chegando ao Xbox em 15 de Março de 2005. Além de Mega Man 1-6, a coletânea também inclui Mega Man 7 de Super Nintendo, a versão PlayStation de Mega Man 8 e os spin-offs de Arcade, Mega Man: The Power Battle e Mega Man 2: The Power Fighters.

Todos os 6 jogos da linha Complete Works também foram relançados na PlayStation Store japonesa, assim como os 4 primeiros também foram relançados na loja Norte Americana através de download compatível com PlayStation 3, PlayStation 4, PSP e PlayStation Vita. Seguindo o lançamento dessa coletânea, foi lançada no Japão uma outra chamada RockMan: Power Battle Fighters em 05 de Agosto de 2004 contendo os 2 jogos lançados originalmente no Arcade e um novo modo 2-Player competitivo. Essa coletânea foi relançada na PSN japonesa em 18 de Janeiro de 2017 compatível com PlayStation 4.


Visão Geral

Nem mesmo a infame animação estadunidense ficou de fora da comemoração.

O "Navi Mode" presente nos relançamentos de PlayStation dos seis primeiros jogos da série Mega Man está incluso na coletânea "Anniversary Collection" também. Esse modo auxilia o jogador com dicas caso ele precise de ajuda, revisa a aparência das barras de energia e munição e as telas de seleção de armas dos três primeiros jogos. As versões para PlayStation 2 e Xbox incluem algumas músicas remixadas para os seis primeiros jogos, que também estavam presentes nas versões Complete Works.

Há também algumas diferenças nos extras de cada versão. A versão PlayStation 2 trás o episódio piloto da série de animação norte-americana de Mega Man de 1994 que no Brasil foi exibida pelo SBT enquanto a versão Gamecube trazia uma entrevista com o artista e produtor da série, Keiji Inafune. A versão do Xbox, que foi lançada algum tempo depois, inclui a mesma entrevista, o primeiro episódio do anime Mega Man NT Warrior, a possibilidade de mudar o esquema de botões e as músicas remixadas da versão PlayStation 2.

Algumas diferenças em relação ao jogo original também existem em alguns casos. Vários dos jogos de NES tem músicas remixadas. Em Mega Man 6, a música remixada foi erroneamente editada e sofre com extensivos cortes. Em Mega Man 7, o uso da palavra "DAMN" foi trocada para "DARN" para evitar que o jogo recebesse um selo para adolescentes. Além disso, a animação de Mega Man andando para fora do Wily's Castle está absente das cenas de crédito, uma vez que os desenvolvedores não conseguiram adaptar certos efeitos gráficos do Super Nintendo. Em Mega Man 8, algumas das vozes dos Robot Masters tocam em tom errado. A versão do PlayStation foi utilizada no lugar do Sega Saturn que incluía extras e batalhas adicionais contra outros chefes escondidos.


Mega Man Mania
 
Essa versão para GBA prometia reproduzir no portátil os 5 clássicos de Game Boy devidamente coloridos.

Além das versões lançadas, havia sido anunciado pela Capcom uma outra coletânea para Game Boy Advance chamada de Mega Man Mania. Ela iria trazer os 5 jogos de Mega Man lançados originalmente no Game Boy assim como uma sessão contando a história por trás desses jogos e uma galeria de arte. O jogo teve o seu lançamento adiado por diversas vezes com o rumor de que esse atraso era devido a Capcom não ter mais o código original desses jogos.

Em Janeiro de 2006, a Capcom anunciou que a produção do jogo estava interrompida "por tempo indefinido". A Capcom também começou a devolver o dinheiro daqueles que haviam encomendado o jogo através de sua loja online. Na mesma época, outras lojas como a GameStop também estavam retornando o dinheiro aos seus clientes e cancelando os pedidos novos no site.


Recepção

Selo oficial para o aniversário de 15 anos de Mega Man. A festa só teria ficado mais completa se a versão para Game Boy Advance não tivesse sido cancelada.

A coletânea foi recebida em grande parte positivamente pelos críticos. O único ponto que foi duramente criticado foi a falta de extras de peso, além da versão Gamecube não trazer músicas remixadas em Mega Man 1-6. Ainda mais criticado foi a mudança na versão Gamecube em relação aos controles, no qual os botões de tiro e pulo foram invertidos em relação ao lançamento original no NES e o jogo não dá a opção de mudar os botões, deixando o jogo um pouco mais difícil do que deveria ser.

Inversamente, os extras das versões PlayStation 2 e Gamecube foram elogiadas, sendo a entrevista exclusiva da versão Gamecube a mais elogiada. A versão Xbox recebeu notas um pouco maiores do que ambas as versões devido aos seus novos conteúdos adicionais. Entretanto, o site IGN deu nota 8.0 para o jogo (contra as notas 8.5 das outras duas versões) devido ao seu lançamento tardio, além de alguns pequenos glitches gráficos dependendo das opções usadas - isso fica ainda mais aparente quando se joga o título em um Xbox 360.

Mega Man Anniversary Collection foi um sucesso financeiro. As 3 versões juntas venderam aproximadamente 710.000 cópias só na América do Norte, aonde 290.000 foram comercializadas no PlayStation 2, 320.000 no Gamecube e 100.000 no Xbox. Devido a popularidade da coletânea entre os fãs da série a Capcom seguiu com outra coletânea chamada Mega Man X Collection, com conteúdo similar consistindo em jogos da série Mega Man X lançada exclusivamente nos Estados Unidos em 10 de Janeiro de 2006. Novamente, a Capcom continuou com a sua política e em 08 de Junho de 2010 lançou a coletânea Mega Man Zero Collection para Nintendo DS, uma compilação de todos os 4 jogos da série Mega Man Zero originais do Game Boy Advance.


Extras

Capa da coletânea exclusiva do mercado japonês Rockman: Power Battle Fighters lançada menos de 2 meses depois da coletânea ocidental. Aqui temos um novo modo 2-P VS e a mesma qualidade de emulação de hardware da versão lançada por aqui como extra desbloqueável.


Entrevista contida nas versões Gamecube e Xbox do jogo, infelizmente sem legendas. Canal: Mr. Verne


Artwork (Complete Works)


 
Mega Man

Cut Man

Guts Man

Ice Man

Bomb Man

Fire Man

Elec Man


Mega Man 2

Metal Man

Air Man

Bubble Man

Quick Man

Crash Man

Flash Man

Heat Man

Wood Man


Mega Man 3

Proto Man

Needle Man

Magnet Man

Gemini Man

Hard Man

Top Man

Snake Man

Spark Man

Shadow Man


Mega Man 4


Bright Man


Toad Man


Drill Man


Pharaoh Man


Ring Man


Dust Man


Dive Man


Skull Man

Mega Man 5

Gravity Man

Wave Man

Stone Man

Gyro Man

Star Man

Charge Man

Napalm Man

Crystal Man

Mega Man 6

Blizzard Man

Centaur Man

Flame Man

Knight Man

Plant Man

Tomahawk Man

Wind Man

Yamato Man


Finalizando

O legado de Mega Man ainda foi carregado para a coletânea Mega Man: Legacy Collection lançada em 28 de Maio de 2015 digitalmente para PC, PlayStation 4 e Xbox One e em 23 de Fevereiro de 2016 em cópias físicas para Nintendo 3DS, PlayStation 4 e Xbox One, porém dessa vez apenas com Mega Man 1 ao 6.

E por hoje é só. Relançamentos nunca faltaram para a série Mega Man e a Capcom volta e meia decide disponibilizar o jogo em novos formatos e consoles aonde o jogo nunca foi lançado antes e assim mais e mais jogadores podem acompanhar a jornada do robô azul mais famoso dos vídeo-games. Embora a qualidade do material seja questionável em alguns casos, é sempre bom ver o personagem ser lembrado. E é também aqui que acabo o post de hoje! Espero que vocês tenham curtido e voltem na semana que vem pra curtir mais um!

Sigam-me os bons! \o\~~~~~~

2 comentários:

  1. Nas postagens antigas, as imagens sumiram. Deu algum bug onde elas estão hospedas?

    ResponderExcluir
  2. Tava pesquisando aqui, esse blog http://koffbr.blogspot.com.br/2015/01/the-king-of-fighters-95-historia.html ta plagiando todo o seu conteúdo na cara de pau. Dá uma olhada lá pra ver.

    ResponderExcluir