quinta-feira, 13 de março de 2014

Mega Man 6


Mega Man 6 (Capcom, NES) - Lançado em 05 de Outubro de 1993, é um jogo de plataforma com ação produzido pela Capcom que foi lançado no Japão com o título "Rockman 6: Shijou Saidai no Tatakai!!", que pode ser traduzido literalmente para "A Maior Batalha de Todos os Tempos!!". É o sexto jogo da série e continua a história de onde o 5 parou, com o primeiro torneio de luta entre robôs que está acontecendo em todo o mundo.

É o último jogo da série produzido para o NES e os críticos aprovaram o jogo, apesar de alguns falarem que o jogo é uma sequencia redundante.



História

Esse Mr. X é tão maroto que... Vou nem falar nada.

Os designers de robôs mais talentosos do mundo vieram para o 1º Torneio Anual de Robôs patrocinado pelo bilionário Mr. X. Viajando por diversos países, os designers trouxeram as suas principais criações cibernéticas para batalhar em uma série de testes nas quais o vencedor clama pelo título de "O Robô Mais Poderoso do Mundo."

Nada parece estranho quando o torneio começa, mas quanto os 8 robôs mais fortes do mundo entram na arena para o evento final, uma tênue luz aparece iluminando o misterioso Mr. X...

"Senhoras e Senhores,

Eu gostaria de agradecer à todos por terem vindo assistir o evento final do meu 1º Torneio Anual de Robôs. Como todos sabem, eu manti o evento final sob segredo. Esse evento irá testar a habilidade, a força e a inteligência de cada um desses excelentes robôs. De fato, isso também irá testar a força e a habilidade de cada um de vocês. Isso pode parecer estranho, mas eu tenho certeza que vocês irão entender quando eu explicar o teste final desses robôs que irão me ajudar a conquistar o mundo!"

"Por favor, me deem licença enquanto eu e os meus robôs nos teletransportaremos porque temos muito trabalho à fazer. Mas não se preocupem, vocês irão me ver em breve. Muito em breve!"


Personagens

Blizzard Man [DWN-041]
Projetado por: Hirofumi Ogawa
HP: 28
Arma: Blizzard Attack
Dano: 3 (Tiro, Contato, Rolamento)
Ponto Fraco: Flame Blast

Ponto Positivo: Bom em explicar as coisas
Ponto Negativo: Pavio curto
Gosta: Esquiar
Odeia: Snowboarding

"Esse clima da manhã com certeza tratá neve!"

Ele é um robô de investigação sobre o tempo. Ele tem a habilidade de fazer nevar. Ele também apareceu em um programa de TV como apresentador da sessão de previsão do tempo.

Centaur Man [DWN-042]
Projetado por: Kazuki Kidoguchi
HP: 28
Arma: Centaur Flash
Dano: 2 (Tiro Espalhado), 3 (Tiro), 4 (Contato)
Ponto Fraco: Knight Crush

Ponto Positivo: Ele sabe desistir
Ponto Negativo: Ele se arrepende das coisas várias vezes
Gosta: Apostar
Odeia: Chicotes

"Caia no buraco espacial!"

Esse robô viaja por outras dimensões com a sua arma, Centaur Flash. Mas o seu ponto fraco é que a consumação de energia é bem elevada.

Flame Man [DWN-043]
Projetado por: Noritsugu Kurokawa
HP: 28
Arma: Flame Blast
Dano: 3 (Bola de Fogo), 4 (Contato, Flame Blast)
Ponto Fraco: Wind Storm

Ponto Positivo: Sua vida depende do tempo
Ponto Negativo: Mandão demais
Gosta: Cuidar do seu bigode
Odeia: Óleo barato

"Ah, é hora de trocar o meu óleo!"

Um pequeno gerador de energia faz parte dos órgãos internos deste robô. A cada dia, ele precisa trocar de óleo 3 vezes.

Knight Man [DWN-044]
Projetado por: Daniel Vallée
HP: 28
Arma: Knight Crush
Dano: 4 (Contato), 5 (Knight Crush)
Ponto Fraco: Yamato Spear

Ponto Positivo: Ele tem o espírito, a mente e a alma de um guerreiro
Ponto Negativo: Acomodado
Gosta: Honra e crédito
Odeia: Estratégias sujas

"Eu o desafio para uma batalha!"

Esse robô foi feito a partir do modelo de guerreiro medieval. Ele derrotou mais de 1000 inimigos em batalha.

Plant Man [DWN-045]
Projetado por: Nobuhiro Hoshino
HP: 28
Arma: Plant Barrier
Dano: 4 (Contato, Plant Barrier)
Ponto Fraco: Blizzard Attack

Ponto Positivo: Ele é delicado, legal e esbelto
Ponto Negativo: Ele fica facilmente deprimido
Gosta: Luz do sol
Odeia: Abelhas

"Fufu, não é que a flor é bonita?"

Um robô que cuida de plantas. Ele pode conversar com elas e é bastante popular no jardim botânico.

Tomahawk Man [DWN-046]
Projetado por: Yoshinobu Suda
HP: 28
Arma: Silver Tomahawk
Dano: 4 (Contato, Lâminas), 5 (Silver Tomahawk)
Ponto Fraco: Plant Barrier

Ponto Positivo: Ele é corajoso e bravo
Ponto Negativo: Enfrenta apenas 1 inimigo de cada vez
Gosta: Andar à cavalo
Odeia: Mentiras

"Tomahawk Man, não, diz mentira."

Um guerreiro nativo americano foi um modelo para este robô. Ele pode atirar o seu machado até 100 metros de distância.

Wind Man [DWN-047]
Projetado por: Michael Leader
HP: 28
Arma: Wind Storm
Dano: 4 (Tiros), 5 (Contato)
Ponto Fraco: Centaur Flash

Ponto Positivo: Bom em cozinhar
Ponto Negativo: Não consegue andar de bicicleta
Gosta: Kung Fu
Odeia: Peças Kampo

"Eu vou começar uma ventania impressionante."

Com hélices e um jet pack, ele pode começar uma ventania à uma velocidade de 200km/h. Air Man é um dos seus rivais.

Yamato Man [DWN-048]
Projetado por: Rai Ichikawa
HP: 28
Arma: Yamato Spear
Dano: 4 (Contato, Yamato Spear)
Ponto Fraco: Silver Tomahawk

Ponto Positivo: Enganador de japoneses
Ponto Negativo: Ganancioso; Fraco com dinheiro
Gosta: Espadas e sabres japoneses
Odeia: Inglês

"Yamato Man tomou a vez, e atirou--!"

Um guerreiro samurai japonês foi modelo para este robô. Afiar a sua lança Yamato é o seu trabalho diário. Ele respeita bastante o Knight Man.


Poderes Obtidos dos Mestres Robô

Blizzard Attack

Centaur Flash

Flame Blast

Knight Crush

Plant Barrier

Silver Tomahawk

Wind Storm

Yamato Spear

Rush Power

Rush Jet


Castelo do Mr. X

Rounder II
HP: 28
Dano: 4 (Contato), 2 (Bomba)
Ponto Fraco: Flame Blast, Plant Barrier

Power Piston
HP: 28
Dano: 2 (Munição, Explosão), 4 (Bordas), 8 (Contato)
Ponto Fraco: Silver Tomahawk

Metonger Z
HP: 28
Dano: 4 (Tiro), 6 (Contato)
Ponto Fraco: Blizzard Attack

X Crusher
HP: 28
Dano: 2 (Tiro), 6 (Contato)
Ponto Fraco: Flame Blast


Castelo do Dr. Wily

Mechazaurus
HP: 28
Dano: 3 (Bola de Fogo), 6 (Contato)
Ponto Fraco: Yamato Spear

Tank-CS2
HP: 28 (1; Bolha)
Dano: 3 (Tiro, Bolha), 6 (Contato)
Ponto Fraco: Wind Storm

Wily Machine 6
HP: 28 (cada forma)
Dano: 3 (Projétil), 6 (Contato)
Ponto Fraco: Silver Tomahawk


Wily Capsule
HP: 28 (cada forma)
Dano: 3 (Projétil), 6 (Contato)
Ponto Fraco: Silver Tomahawk


Jogabilidade

Mega Man não economizou e trouxe todos os seus amigos para a sua última aventura no NES.

A jogabilidade de Mega Man 6 é bastante similar aos 5 jogos anteriores. O jogador controla Mega Man e deve completar uma série de fases de progressão lateral cheias de pequenos inimigos robôs e midi-chefes ocasionais. O método de ataque primário é o canhão "Mega Buster", que pode ser carregado para usar tiros mais poderosos. No final de cada fase, há uma batalha contra o chefe, no qual Mega Man "herda" os poderes dele e pode usa-las para enfrentar outros inimigos ao passar do jogo.

Essas 8 fases podem ser completadas em qualquer ordem escolhida pelo jogador. A barra de energia é representada no canto superior esquerdo da tela e pode ser abastecida ao pegar paletas de energia espalhadas pelas fases ou deixadas por inimigos derrotados. Vidas extras, tanque de energia extras e patelas que abastecem as armas dos Mestres Robô também podem ser encontradas pelas fases. Mega Man 6 introduz o "Balanceador de Energia", que automaticamente abastece a arma com a menos energia quando se pega uma paleta de energia.

Jogos anteriores da série permitiam que o jogador chamasse pelo cachorro transformável Rush ou utilizar outros itens de suporte para superar a dificuldade ou acessar obstáculos inalcançáveis por meios comuns. Mega Man 6 introduz um par de "Adaptadores Rush" que se fundem Mega Man e Rush, criando assim certas formas especiais. O primeiro, "Jet Mega Man", permite o jogador à voar para cima ou planar por um curto período de tempo, mas evita o uso de tiros carregados.

O segundo, "Power Mega Man", utiliza um poderoso soco, porém de curto alcance que é capaz de destruir blocos grandes. O jogador não pode escorregar enquanto está utilizando qualquer um desses adaptadores. Mega Man 6 também introduz maneiras menos lineares de completar as fases como em jogos anteriores da série. Há 2 caminhos em vários dos estágios que levam até a sala do chefe, mas é requerido do jogador utilizar um dos adaptadores para acessar essa rota.

Apesar de qualquer caminho escolhido irá levar o jogador até o fim da fase, apenas 1 deles irá dar um circuito para montar o pássaro ajudante Beat. Coletando todas as 4 partes permitirá o jogador de chamar Beat para atacar os inimigos.


Desenvolvimento

Com tanta ajuda assim, faz até parecer que o jogo é fácil.

Mega Man 6 foi desenvolvido ao mesmo tempo que a primeira sub-série da franquia, Mega Man X, que iria ser lançado no mais novo console da Nintendo - o Super Nintendo. O artista da série Keiji Inafune, creditado como "Inafking", falou que ter uma franquia de vídeo-game com 6 títulos é bem raro, e que uma das vantagens disso é que os jogadores esperam que certos aspectos de cada jogo seja repetido no próximo.

O artista se esforçou bastante nos designs dos adaptador e no fim achou eles bem fora da realidade. De acordo com Inafune, "Se você pensar bem, eles não poderiam combinar dessa maneira. Seria muito estranho se partes do Rush, como o seu pescoço, forem deixadas para trás depois da combinação, então o que eu deveria fazer?"

Os Mestres Robô apresentados em jogos anteriores de Mega Man eram um resultado de concursos de design feitos no Japão, nos quais os fãs da série enviavam as suas idéias de personagens para a Capcom. Mantendo a tradução, houve um concurso no Japão para Mega Man 6. Depois do lançamento de Mega Man 5, a revista estadunidense Nintendo Power fez um concurso parecido na América do Norte. Apenas 8 dos mais de 200.000 personagens enviados de todo o mundo seriam aceitos para aparecer no jogo.

6 dos Mestres Robô foram feitos no Japão, enquanto os 2 remanescentes (Knight Man e Wind Man) foram feitos por fãs norte americanos que entraram no concurso da revista Nintendo Power. A capa Norte Americana do jogo homenageia esses 2 personagens ao traze-los no desenho. Inafune admitiu que foi bem estressante quando os últimos personagens foram feitos para o jogo e fez com que a agenda do time de desenvolvimento ficasse bem apertada.

Ele concluiu: "Por ter passado por vários bloqueios na estrada, eu senti que nós fizemos bastante coisa no '6'. O tema para o nosso projeto foi 'O mundo é o meu palco,' e eu realmente gostei de trazer o que eu sentia com diferentes recursos de países diferentes dentro do jogo. Yuko Takehara, creditado como "Yuko", compôs as músicas de Mega Man 6. Takehara colaborou com vários outros compositores na sequencia Mega Man 7 em 1995.

Mega Man 6 foi o último título da franquia à ser lançado no NES. Poucos meses depois da publicação de Mega Man 5, a Capcom anunciou o sexto título da série, assim como Mega Man Soccer e Mega Man X para o Super Nintendo. Ela escolheu não publicar o jogo fora do Japão, então a Nintendo of America publicou o jogo em 15 de Março de 1994. Um lançamento tão tardio no NES garantiu um sucesso relativo no meio dos lançamentos obscuros para a plataforma na época.

Antes da era NES chegar ao seu fim na América do Norte, a Nintendo of America fez um plano para ajudar nas vendas do jogo junto com Zoda's Revente: StarTropics II e a versão NES de Wario's Woods, todos publicados por ela na América do Norte no mesmo ano. O plano era lançar o NES com tampa em cima NES-101 pelo preço de U$49,99 para atrair consumidores à comprar a versão melhorada do NES junto com os novos títulos do console, incluindo Mega Man 6. O jogo também foi mostrado juntamente com Mega Man X na feira Consumer Electronics Show de 1994 em Las Vegas.


Relançamentos

Apesar de estar no sexto jogo, o único desgaste da série era a fórmula um pouco repetida, porque a ação continua ininterrupta.

Em 09 de Dezembro de 1999, Mega Man 6 foi lançado no PlayStation exclusivamente no Japão como parte da série "Rockman Complete Works". Essa versão do jogo inclui um número de extras como músicas remixadas, galerias de arte e um "Navi Mode" para guiar jogadores iniciantes no jogo. Um port desta versão foi lançada na coletânea Norte Americana "Mega Man Anniversary Collection" para o PlayStation 2 e Gamecube em 23 de Junho de 2004 e no Xbox em 15 de Março de 2005.

Ao contrário das versões anteriores, Mega Man 6 não foi lançado no Virtual Console do Nintendo Wii, porém foi lançado no Nintendo 3DS em 12 de Dezembro de 2012 e está com um lançamento previsto ainda sem data para o Nintendo Wii U. Em 27 de Fevereiro de 2013, a versão Complete Works foi relançada na PSN compatível com PlayStation 3, PSP e PlayStation Vita. No Japão, Mega Man 6 ainda recebeu uma versão para telefones celulares compatíveis com i-mode em 01 de Outubro de 2007.


Algumas Imagens e Vídeos do Jogo

NES

Imagens retiradas do link: http://www.mobygames.com/game/mega-man-6/screenshots




Recepção e Legado

Apesar de não ter sido tão relançado quanto os títulos anteriores, Mega Man 6 merece um certo destaque pelos seus recursos inéditos.

Mega Man 6 teve uma recepção em sua maioria favorável nas publicações e sites especializados. Os gráficos, a jogabilidade, nível de dificuldade e novos power-ups foram em sua maioria elogiados. A revista GamePro ficou impressionada com alguns dos novos inimigos e chefes de meio de fase bem maiores, mas não gostou do jogo ter reciclado as armas dos Mestres Robô de jogos anteriores. No geral, a revista descreveram os gráficos, o som e o design de fases como "normais" para o nível da franquia e chamaram o jogo de "diversão sólida no NES" e que a série era "previsível como a maré".

O editor Tony Ponce do site Destructoid considerou Mega Man 6 como o melhor jogo de toda a série. Ele falou que o jogo "era retro antes disso ser legal" devido à decisão da Capcom de produzir um jogo mais complexo no NES numa época em que os consoles de 4ª geração já haviam sido lançados. Ele também expressou a sua apreciação pela música, introduções para cada Mestre Robô e o uso de diferentes caminhos durante as fases, entre outras coisas mais.

A revista Nintendo Power listou Mega Man 6 como o melhor jogo do NES de 1993, dizendo "Em sua sexta aventura, na qual ele usa dois novos power-ups especiais, pode acabar sendo a sua melhor". Craig Skistimas do site Screwattack também apreciou essas inovações e se arrependeu de ter perdido o jogo quando ele foi lançado na época. Mega Man 6 foi listado pelo site IGN como o 58º melhor jogo de NES. Os escritores resumiram, "Mega Man 6 é considerado por muitos o último lançamento que vale a pena do NES no seu catálogo, e dito isso não há muito o que achar dos seus contemporâneos. Mega Man 6 ainda é bom em vários dos seus aspectos."

Entretanto, Mega Man 6 foi criticado por praticamente todos pela sua falta de originalidade, particularmente no que se diz respeito ao seu roteiro. Os editores Christian Nutt e Justin Speer do site GameSpot disseram que Mega Man 6 é o mais "grudento" dos títulos lançados no NES: "Se você está procurando dar mega-risadas, você com certeza deveria jogar esse." Os contribuidores do site 1UP.com também acharam o roteiro bem fraco e que os vilões insultam os fãs, ao mesmo tempo que o jogo trás uma excelente trilha sonora e power-ups interessantes.

Os 4 membros do painel de análises da EGM soaram bem similar no que se diz a apresentação 8-bit familiar do jogo e as adições na já repetitiva natureza da série. Um deles comentou, "OK, Mega Man era divertido e original há algum tempo atrás, quando as letras N E S significavam alguma coisa. Agora o jogo está ficando redundante. Claro, Mega Man pode aprender alguns truques novos aqui e ali mas a série tem que acabar logo."


Galeria de Capas

A capa norte-americana trazia os 2 robôs que foram feitos por fãs de lá, além de vários power-ups.

As artworks feitas exclusivamente para a versão do PlayStation eram um show à parte.


Galeria de Vídeos


Gameplay completa da versão NES com todos os itens. Parte do canal Amy Rose.


Gameplay completa da versão Complete Works em apenas 1 vídeo. Parte do canal The Ragnarok Seeker.


Complete Works

Blizzard Man

Centaur Man

Flame Man

Knight Man

Plant Man

Tomahawk Man

Wind Man

Yamato Man


Páginas do Artbook



Finalizando

Apesar de dividir opiniões, Mega Man 6 é um grande jogo da biblioteca do NES. O estilo 8-bit voltaria a ser reutilizado no nono título da série.

E por hoje é só. Apesar do criticismo em torno da fórmula do jogo, que já estava um pouco repetida naquele ponto, o jogo ainda conseguiu vender em torno de 520.000 cópias, mesmo sem o seu lançamento na Europa. Mesmo no fim da vida do NES, o jogo conseguiu vender mais unidades que o próximo título da série, Mega Man 7, no Super Nintendo. A verdade é que apesar de já estar bastante repetida, a fórmula ainda era viciante e conseguia te ocupar por 1 final de semana inteiro. Esse seria o último jogo da série no NES, e a Capcom finalmente moveria a série para o finado Super Nintendo.

Acredito mesmo que o problema da série era manter a criatividade dos chefes, que estavam ficando cada vez mais sem graça, e criar tantas músicas e fases acabava com a criatividade de cada um em um lançamento anual. Tanto que em 1994, nenhum jogo da série foi lançado em um console de mesa, apenas Mega Man V no Game Boy - no qual falarei mais à frente quando abordar apenas as versões do portátil. Apesar de Mega Man X já estar no mercado vendendo bem, a Capcom decidiu investir mais uma vez na série clássica de Mega Man.

Mas antes de falar sobre Mega Man 7, o próximo post vai ser sobre o primeiro spin-off da série, um  jogo de tabuleiro lançado pela Capcom no começo de 1993 exclusivamente para o mercado japonês. É só aguardar um pouco que amanhã tem no blog "Wily & Right no RockBoard: That's Paradise". Espero que vocês tenham curtido esse post e voltem na semana que vem pra curtir mais um!

Sigam-me os bons! \o\~~~~~~

Um comentário:

  1. Fantástico essas informações sobre o desenvolvimento do MM6, o mais engraçado é que eu deduzia que existia uma promoção ou concurso para a criação dos robôs, mas eu nunca tive assim uma certeza, até vir aqui para ler sua matéria. É isso aê carinha, informação de qualidade e sem frescura!

    ResponderExcluir