quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Mega Man


Mega Man (Capcom, NES) - Lançado em 17 de Dezembro de 1987 no Japão, Mega Man é um jogo de plataforma com ação desenvolvido e publicado pela Capcom no Nintendinho. É o primeiro jogo da franquia e da série original, sendo produzido por um pequeno time especificamente montado para o mercado caseiro, pela primeira vez para a Capcom, que anteriormente focava mais em títulos para lançamentos em Arcades. No Japão, o jogo se chama Rockman.

O jogo inicia a luta do robô humanoide e personagem controlável Mega Man contra o cientista maluco Dr. Wily e os 6 Mestres Robôs sob o seu controle. A jogabilidade não-linear de Mega Man permite que o jogador escolha em qual ordem sejam completados os 6 estágios iniciais. Cada um deles culminando em uma batalha contra o chefe "Mestre Robô" que concede ao personagem uma arma única depois de derrotado.

O críticos elogiam Mega Man pelo seu design em geral, apesar do jogo não ter sido um sucesso comercial. Mega Man estabeleceu vários dos elementos de jogabilidade, história e gráficos que definiriam as suas várias sequencias e spin-offs. Ele também é conhecido pela sua altíssima dificuldade. O jogo foi incluso em diversas compilações e foi relançado em telefones celulares, serviços de emulação de vídeo-games e ganhou um remake no PSP.

História

As artworks ocidentais tentavam ser mais sérias do que o estilo "fofinho" da original japonesa, porém fugiam muito do verdadeiro foco do jogo.

Na metade do século XX, nasceram os gênios Thomas Light e Albert W. Wily. Esses homens iriam estudar na mesma universidade, o Instituto Robert de Tecnologia, no campo de eletrônicos e eventualmente recebendo seus PhDs. Alguns anos depois. Dr. Light formou um laboratório com a ambição de utilizar computadores e tecnologias de eletrônica em benefício da humanidade na era vindoura. Enquanto isso. Dr. Wily, cansado de estar sempre um passo atrás do Dr. Light, construiu uma fábrica de robôs secreta para iniciar o seu plano de conquistar o mundo.

Dr. Light fez as suas primeiras pesquisas no campo de robóticas, criando vários robôs para o benefício da humanidade. Light entendeu o potencial dos seus projetos. Ele queria criar robôs que parecessem com humanos, que contivessem Inteligência Artificial com eles. Além disso, Dr. Light produziu o primeiro robô como tal - Proto Man. Proto Man foi a base para os robôs Sniper Joe, mas ele vinha com um tipo de IA instalada que o mundo nunca havia visto antes.

Ainda assim, Proto Man possuía um senso de independência, o que o fazia pensar como um ser humano de verdade. Quando ele descobriu que tinha um gerador de energia defeituoso, Proto Man mal entendeu as intenções do seu criador, achando que o reparo dele custaria a sua individualidade. Por causa disso, ele deixou o laboratório. Mesmo assim, Light não desistiu. Depois disso, ele trabalhou na construção de um par de robôs, achando que juntos eles superariam o problema da independência da IA.

Foi assim que Rock e Roll nasceram. Rock se transformou no novo assistente do laboratório e Roll se transformou na mantenedora do lar. Com o sucesso do seu projeto, o bom doutor iniciou a produção de mais 6 robôs, cada um com propósitos industriais de assistência: Cut Man, Guts Man, Ice Man, Bomb Man, Fire Man e o premiado Elec Man. Logo, o Dr. Albert W. Wily se cansou de viver nas sombras do seu colega.

Quando Light recebeu o seu prêmio Nobel da Paz, assim como o prêmio do LIT Design Manual o deixaram maluco. Wily viu que o potencial dos robôs construídos com uma IA verdadeira poderiam ser usados para outros meios. Dr. Wily então roubou e reprogramou os robôs industriais do Dr. Light. Entretanto, sem pensar, ele deixou Rock e sua irmã Roll para trás, uma vez que eles não preenchiam os requisitos para as suas necessidades. Dr. Light logo descobre que o seu antigo colega está por trás de tudo.

Com Wily à solta com um exército de robôs poderosos e inteligentes, Dr. Light sabia que as Forças da Paz Mundial não seriam páreo para cuidar dessa nova ameaça. Foi então que Rock, o assistente do laboratório, se voluntariou para ser convertido em um robô de luta. Rock tinha um forte senso de justiça e não poderia ficar parado e assistir o trabalho de seu "pai" ser destruído diante dos seus olhos.

E foi assim que em 25 de Maio, Dr. Light relutantemente converteu o seu antigo assistente do laboratório em um robô de potencial inimaginável. Equipado com armadura de Ceratanium e o Mega Buster, Rock ficou conhecido como o super robô Mega Man e foi atrás da fortaleza de Wily para acabar com a sua ameaça de dominação mundial.


Jogabilidade

Mega Man consiste em 6 fases de progressão lateral que podem ser escolhidos livremente pelo jogador. Em cada fase, Mega Man enfrenta vários inimigos e obstáculos antes de enfrentar o chefe "Mestre Robô" no final da fase. Após derrotar o chefe, o jogador assimila o ataque principal dele, conhecido como "Arma Mestre", que é adicionada ao arsenal de Mega Man pelo resto do jogo. Diferente do ataque normal, os poderes dos Mestre Robô tem uma munição limitada que é abastecida ao coletar células de munição que são deixadas pelos inimigos derrotados.

Inimigos também deixam células de energia que abastecem a saúde de Mega Man. Enquanto o jogador é livre para escolher a ordem na qual quer completar as fases, cada Mestre Robô é vulnerável à uma arma específica, no qual encoraja o jogador a completar certas fases antes de outras. Também é possível revisitar fases que já foram completadas. Além das armas tomadas dos Mestre Robô, o jogador também pode pegar um gerador de plataformas conhecido como "Raio Magnético" na fase do Elec Man.

O jogo também apresenta um sistema de pontos aonde os jogadores acumulam ao derrotar inimigos e ganham pontos adicionais ao coletar power-ups de inimigos derrotados. Quando todos os 6 Mestres Robô estiverem derrotados, uma sétima e última fase aparece no meio do menu de seleção de fases. Esse estágio, conhecido como "Fortaleza Wily", é uma rede de 4 estágios regulares conectados, cada um deles contendo pelo menos um novo chefe. Durante essas fases finais, os 6 Mestres Robô devem ser enfrentados novamente em uma ordem pré-determinada antes do confronto final com Dr. Wily.


Personagens
*Todas as informações abaixo foram retiradas dos CD's secretos do jogo "Mega Man & Bass".

Dr. Light
Nome Japonês: Thomas Right
Ponto Positivo: Ele é uma pessoa de boa natureza
Ponto Negativo: Ele é facilmente enganado
Gosta: A Internet
Odeia: Lutar

"Oh, não! Isso não é bom, Mega Man!"

Quando se trata de fazer robôs, ele é o melhor. Para trazer paz ao mundo, ele está trabalhando em um robô que pode fazer isso.

Dr. Wily
Idade: 57 (em Mega Man & Bass)
Nome Japonês: Albert W. Wily
Ponto Positivo: Gênio Cientista
Ponto Negativo: Nunca desiste
Gosta: Conquistar o mundo
Odeia: Odeia admitir que perdeu

"HA HA HA HA HA! Eu sou um gênio!"

Fez vários robôs para desafiar Mega Man, mas para derrotar o King, ele uniu forças com Dr. Light.

Mega  Man [DLN-001]
Arma: Mega Buster
HP: 28
Dano: 1 (Tiro Normal), 3 (Tiro Carregado)*
Ponto Fraco: Ameaças letais
*A partir de Mega Man 4

Ponto Positivo: Destemido
Ponto Negativo: Comete erros facilmente
Gosta: Animais
Odeia: Qualquer coisa que disturbe a paz

"Eu irei manter a paz mundial!"

Ele é um super robô criado pelo Dr. Light. Ainda não sabe, mas salvará o mundo diversas vezes. Ele é o nosso herói!

Roll [DLN-002]
Arma: Roll Swing
Ponto Positivo: Ela cuida bem de todo mundo
Ponto Negativo: Ela é uma medrosa
Gosta: Limpar e cozinhar
Odeia: Baratas

"Vá pegá-los, Mega Man!"

Ela é uma robô de ajuda feita pelo Dr. Light. Ela é quase que uma irmã mais nova para Mega Man, mas ela é mais madura.


Mestres Robô

Cut Man [DLN-003]
Arma: Rolling Cutter
HP: 28
Dano: 4 (Contato), 4 (Rolling Cutter)
Ponto Fraco: Super Arm

Ponto Positivo: Ele pode cortar cabeças muito bem
Ponto Negativo: Não escuta a opinião e os fatos das outras pessoas
Gosta: Cortar coisas
Odeia: Pedra, Papel e Tesoura

"Rip, rip, rip!!" (Tesouras)

Ele é um robô de sentimentos fortes. Na sua cabeça há um cortador que corta muito bem.

Guts Man [DLN-004]
Arma: Super Arm
HP: 28
Dano: 4 (Contato), 4 (Super Arm)
Ponto Fraco: Hyper Bomb

Ponto Positivo: Suas emoções são bem fortes
Ponto Negativo: Suas mudanças de temperamento
Gosta: Karaokê
Odeia: Pensamento lógico

"Podeeeeeeeeeeeeer-- no máximo!"

Robô do tipo Construção. Ele tem grande força, o bastante para levantar 2 toneladas de pedra.

Ice Man [DLN-005]
Arma: Ice Slasher
HP: 28
Dano: 5 (Contato), 10 (Ice Slasher)
Ponto Fraco: Thunder Beam

Ponto Positivo: Gosta de cuidar de uma boa negociação
Ponto Negativo: Ele reclama bastante
Gosta: Jogar e brincar na neve
Odeia: Saunas

"Paz, paz. Alguém está ouvindo?"

Ele é um robô congelante. Sua arma, o Ice Slasher (Cortador de Gelo), pode congelar qualquer coisa à -200ºC.

Bomb Man [DLN-006]
Arma: Hyper Bomb
HP: 28
Dano: 4 (Contato), 4 (Hyper Bomb)
Ponto Fraco: Fire Storm

Ponto Positivo: Ama fazer as suas explosões bem estupendas e pomposas
Ponto Negativo: Não cuida muito bem das coisas
Gosta: Boliche
Odeia: Isqueiros e fósforos

"3, 2, 1. Eu vou explodir tudo agora!"

Esse robô é um especialista em explosões. A bomba definitiva, Hyper Bomb, pode explodir qualquer coisa.

Fire Man [DLN-007]
Arma: Fire Storm
HP: 28
Dano: 4 (Contato), (Fire Storm)
Ponto Fraco: Ice Slasher

Ponto Positivo: Compassivo
Ponto Negativo: Seu temperamento perigoso
Gosta: Acampar
Odeia: Chuva

"Se você chegar muito perto de mim, irá se queimar!"

Ele é o robô de disposição de lixo. Com chamas de 8000ºC, ele queima o lixo com a sua arma, a Fire Storm.


Elec Man [DLN008]
Arma: Thunder Beam
HP: 28
Dano: 4 (Contato), 10 (Thunder Beam)
Ponto Fraco: Rolling Cutter

Ponto Positivo: Ansiedade para completar as suas missões é bem alta
Ponto Negativo: Ele gosta de vadiar um pouco
Gosta: Tocar guitarra
Odeia: Qualquer coisa de borracha

"Tome isto, Thundeeeeeeeeeeeeeeer Beam!"

O robô que controla altas tensões de eletricidade. O Thunder Beam é a sua arma, que ele usa para eletrocutar outros robôs.


Poderes Adquiridos dos Mestres Robô

Rolling Cutter


Super Arm


Ice Slasher


Hyper Bomb


Fire Storm


Thunder Beam


Chefes da Fortaleza do Dr. Wily

Yellow Devil
HP: 28
Aparição: Wily Stage 1
Ponto Fraco: Thunder Beam

Copy Robot
HP: 28
Dano: 6 (Contato ou Tiro)
Pontos Fracos: Hyper Bomb, Fire Storm, Thunder Beam

CWU-01P
HP: 10 (cada um dos CHU-01P)
Dano: 4 (Contato ou Tiro)
Ponto Fraco: Super Arm


Wily Machine #1
HP: 28 + 28
Dano: 4 (Contato ou Tiro)
Ponto Fraco: Fire Storm (Primeira Fase); Thunder Beam (Segunda Fase)


Desenvolvimento

Antes de Mega Man, a Capcom fazia em sua grande maioria jogos de Arcade, com os seus lançamentos caseiros sendo também em sua maioria ports desses títulos. Na metade dos anos 1980, a Capcom fez planos para desenvolver Mega Man especificamente para o mercado caseiro japonês de consoles. Eles decidiram trazer jovens talentos para o pequeno time, incluindo o artista Keiji Inafune, um estudante recém-graduado que começou no time de Street Fighter.

Inafune lembra que o desenvolvimento de Mega Man foi exaustivo e difícil de completar o produto, enquanto o supervisor do projeto e designer principal viu perfeição em todos os aspectos do jogo. O time de desenvolvimento de Mega Man consistia em 6 pessoas. Inafune (creditado como Infaking) desenvolveu e ilustrou quase todos os personagens e inimigos do jogo, assim como o logo japonês, arte da capa e ilustrações do manual. Ele também foi responsável por renderizar esses designs do papel para a forma gráfica em esprites.

"Nós não tínhamos [muitas] pessoas no time, então depois de desenvolver os personagens, eu estava produzindo os esprites no console", disse Inafune. "Naquela época, as pessoas não eram especializadas e nós tínhamos um monte de coisas diferentes para fazer porque havia muita pouca gente envolvida, então eu acabei fazendo todos os personagens." Inafune foi influenciado pelo protagonista homônimo do mangá de Osamu Tezuka, Astro Boy, nos seus desenhos.

Mega Man foi pintado de azul devido as limitações técnicas do console: essa cor tem a maior quantidade de sombras na paleta limitada de 56 cores, e uma seleção expandida foi usada para aumentar os detalhes do personagem. Apesar de ser frequentemente creditado pela criação do personagem, Inafune insiste que "apenas fiz metade do trabalho de criá-lo", uma vez que o seu mentor desenvolveu o conceito básico do personagem antes da chegada dele no time.

Os esprites básicos de Roll e Dr. Light também foram criados antes da chegada de Inafune no projeto e os designs de Cut Man, Ice Man, Fire Man e Guts Man estavam sendo criados. Além dos inimigos normais, o primeiro personagem que ele criou foi Elec Man, inspirado em personagens de revistas em quadrinhos americanas. Ele comentou que Elec Man sempre foi o seu favorito. Os designs de Dr. Light e Dr. Wily foram baseados em Papai Noel e Albert Einstein, respectivamente; o segundo tendo sido representado por um estereótipo de "cientista maluco".

O time então decidiu incorporar elementos de anime na animação do jogo. Inafune explicou, "as transformações da mão dele [Mega Man] em uma arma, e você pode ver que o tiro sai de seu braço. Nós queríamos ter certeza que a animação e o movimento fossem realísticos e fizessem sentido. Então com Mega Man, nós tínhamos essa mistura perfeita de personagem e idéias de animação para o jogo." A jogabilidade do jogo foi inspirada no caso jogo de "pedra, papel e tesoura". O supervisor do projeto queria um sistema simples que oferece uma "jogabilidade vasta".

Cada arma causa um grande dano à um robô específico, com outros causando quase nenhum dano neles - e não há uma única arma que seja efetiva contra todos eles. Mega Man podia se agachar inicialmente, mas o time decidiu remover isso porque ficaria mais difícil para os jogadores determinar a altura exata para escapar dos projéteis. Naoya Tomita (creditado como "Tom Pon"), começou a trabalhar nos cenários de fundo de Mega Man imediatamente após seu treinamento na Capcom. Tomita provou ser capaz de superar os desafios da limitação do console e maximizou o uso de elementos nos cenários.

A música do jogo foi composta pro Manami Matsumae (creditada como "Chanchacorin Manami"), que compôs as músicas, efeitos sonoros e programou arquivos por 3 meses. As notas musicais foram traduzidas uma por uma em linguagem de computador. Matsumae foi desafiada pelas limitações criativas e os 3 meses disponíveis durante o desenvolvimento, e quando ela não podia criar músicas, ela criou efeitos sonoros.

O time de produção escolheu um tema musical quando foi nomear os personagens de Mega Man devido ao reconhecimento mundial da música. Eles começaram com o nome dos principais: o nome original do protagonista é Rock e a sua irmã se chama Roll, uma jogada com o nome "rock and roll". Esse tipo de recurso seria depois estendido para vários personagens que apareceriam na série. Antes de finalizar o jogo, a Capcom considerou certos nomes como "Mighty Kid", "Knuckle Kid" e "Rainbow Man".

Quando o jogo foi localizado para o lançamento nos Estados Unidos, a Capcom mudou o título do jogo de Rockman para Mega Man. Esse apelido foi criado pelo então Vice Presidente Sênior da Capcom Joseph Marici, que falou que mudou o nome meramente porque ele não gostou do original. "Aquele título era horrível", disse Marici. "Então eu pensei em Mega Man, e eles gostaram o bastante para continuar usando nos lançamentos futuros." Nadia Oxford do site 1UP.com atribuiu essa mudança à crença da Capcom de que as crianças estadunidenses se interessariam mais pelo jogo com este título.


Relançamentos e Remakes

Vários relançamentos foram feitos ao longo dos anos, porém a série ainda não chegou por completo em algumas plataformas.

Mega Man foi relançado diversas vezes desde o seu lançamento inicial em 1987. Uma versão com gráficos melhorados e música rearranjada foi incluída juntamente com Mega Man 2 e Mega Man 3 na coletânea "Mega Man: The Wily Wars", lançada em 21 de Outubro de 1994 no Mega Drive. Esse foi um dos títulos lançados exclusivamente no serviço Mega.NET nos Estados Unidos em Fevereiro de 1995, uma vez que a Capcom não optou pelo lançamento em mídia física na região.

Outra adaptação do jogo foi lançada apenas no Japão para o PlayStation como parte da série "Rockman Complete Works" em 05 de Agosto de 1999. Essa versão também apresenta trilha sonora rearranjada e uma nova adição chamada "Navi Mode", que direciona o jogador automaticamente em certas partes das fases. Mega Man foi compilado juntamente com outros 9 jogos da série na coletânea norte-americana "Mega Man Anniversary Collection" lançada para Xbox, Gamecube e PlayStation 2 em 23 de Junho de 2004 e no Xbox em 15 de Março de 2005 com as adições da versão "Complete Works".

Uma adaptação para telefones celulares foi desenvolvida pela Lavastorm e lançado via download na América do Norte em 20 de Setembro de 2004 e em 01 de Setembro de 2007 no Japão - sendo que o lançamento japonês recebeu um update no ano seguinte que adicionada a opção de jogar com a personagem Roll. A versão do NES foi relançada no Virtual Console em 3 consoles diferentes: no Wii em 22 de Junho de 2007, Nintendo 3DS em 18 de Julho de 2012 e no Wii U em 02 de Maio de 2013. A versão "The Complete Works" está disponível na PSN desde 12 de Agosto de 2009 no Japão e nos Estados Unidos.

Em 2006, o jogo ganhou um remake para o PSP chamado "Mega Man: Powered Up". Você pode conferir a matéria especial para este jogo clicando no link acima.


Algumas Imagens e Vídeos do Jogo


NES:

Imagens retiradas do link: http://www.mobygames.com/game/mega-man-/screenshots




Mega Drive:

Imagens retiradas do link: http://www.mobygames.com/game/genesis/mega-man-the-wily-wars/screenshots




PC-DOS:

Imagens retiradas do link: http://www.mobygames.com/game/dos/mega-man/screenshots


Recepção

Críticos receberam Mega Man calorosamente, apesar do jogo ter vendido pouquíssimo. Lucas M. Thomas da IGN descreveu o jogo como "clássico inegável" para a versão do NES, prestando atenção os seus gráficos, sistema inovador de armas e as músicas. O editor Matt Casamassina falou "Mega Man é um dos melhores exemplos de que ótimos gráficos, excelente música e jogabilidade quase perfeita podem ser compressados em um cartucho". Os escritores do site GameSpot Christian Nutt e Justin Speer identificaram o jogo como "vencedor na jogabilidade" e elogiaram a sua "apresentação bem simples".

Jeremy Parish do 1UP.com também falou que o jogo é "encantador (no mínimo difícil) começo para a série". Positiva ou negativamente, Mega Man é frequentemente lembrado pela sua alta dificuldade. Casamassina achou o jogo o mais difícil da franquia, e um dos títulos mais difíceis do NES. Thomas observou que a sua combinação de dificuldade alta e curta duração atinge o fator replay do jogo. De acordo com o 1UP.com, os chefes com "dificuldade-NES" separou o jogo das suas duas imediatas e populares sequencias.

Mega Man também recebeu várias honras de publicações e sites de vídeo-games. O site IGN listou o jogo na 30ª posição no seu "TOP 100 Jogos de NES de Todos os Tempos". A revista Nintendo Power colocou Mega Man na 20ª posição no seu "100 Jogos de NES de Todos os Tempos" em sua 100ª edição, em Setembro de 1997, e também em 61º na sua lista de "Melhores 200 Jogos" na sua 200ª edição em Fevereiro de 2006. O 1UP.com incluiu-o em seu "TOP 5 Prequels Negligenciadas de Vídeo-Games" e em 17º no seu "TOP 25 Jogos de NES".


Legado

Apesar do começo difícil, Mega Man hoje é um dos mascotes mais rentáveis do mundo dos jogos.

Enquanto as vendas do jogo foram muito baixas no geral, elas foram maiores que as expectativas da Capcom. Inafune culpou a baixa performasse do jogo na América do Norte devido a capa do jogo, que mostrava elementos que não eram achados no jogo: o próprio Mega Man parece um homem de meia idade ao invés de um garoto, sua roupa está colorida em azul e amarelo ao invés de inteiramente azul e ele está segurando uma pistola ao invés de ter um canhão saindo da mão.

Ao passar dos anos, essa capa se tornou abominável na comunidade gamer. Ela é considerada uma das piores capas de jogos de todos os tempos por publicações conhecidas como GameSpy, Wired e OC Weekly. O jogo cancelado "Mega Man Universe" tinha um Mega Man parecido com a arte da capa dessa versão ao lado do Mega Man clássico. Esse Mega Man da capa americana foi reutilizado e se tornou um personagem selecionável no jogo Street Fighter X Tekken exclusivamente nas versões para PlayStation 3 e PlayStation Vita.

Com pouca divulgação e apenas uma propaganda divulgada em 1 página inteira da Nintendo Fun Club News, o jogo se tornou um "hit vago" fora do Japão devido à "fofoca" gamer. Enquanto o primeiro jogo não foi um sucesso comercial grande para a Capcom, a companhia decidiu permitir que o time de desenvolvimento criasse uma sequencia, Mega Man 2, para um lançamento em 1988 no Japão. Mega Man 2 provou ser um sucesso tão grande que ele solidificou Mega Man como uma das franquias mais duradouras da Capcom.

Devido à uma "grande demanda", a Capcom relançou o Mega Man original na América do Norte em Setembro de 1991. A Capcom levou os mesmos gráficos 8-bit e esprites presentes no primeiro jogo para os próximos 5 jogos da série principal. Apesar das sequencias progressivamente apresentarem histórias mais complexas, mecânicas de jogabilidade adicionais e gráficos melhores, os elementos essenciais iniciados neste primeiro jogo foram mantidos intactos durante toda a série. Mega Man 9 e Mega Man 10 iriam depois reverter para o sistema gráfico familiar ao que foi implantado nesse jogo. O sistema de pontuação deste primeiro jogo não está presente em nenhuma das suas sequencias.

De acordo com o site GamesRadar, Mega Man foi o primeiro jogo a presentar o sistema de seleção de fases não-linear, um forte contraste a jogos lineares como Super Mario Bros. e jogos com mundo aberto como The Legend of Zelda e Metroid. Eles também creditam o sistema de seleção de fases de Mega Man como a base para o sistema não-linear de missões estruturadas em jogos com muitas sidequests como Grand Theft Auto, Red Dead Redemption e Spiderman: Shattered Dimensions.


Galeria de Capas

Eis a capa original americana. Vou ficar caladinho aqui enquanto você ri dela junto comigo.

 A capa européia também não era nada focada em crianças. Naquela região, o jogo foi distribuído pela Mattel.

A versão para PC foi produzida pela U.S. Gold e não trazia nada do original nela. Todas as fases e chefes eram inéditos e a produção era de baixíssimo nível de qualidade.

A Capcom bem que tentou portar o jogo para o Mega Drive, mas diversos bugs durante a conversão dos códigos acabaram evitando o produto de sair em uma qualidade melhor do que à apresentada.

Nem mesmo o novo conteúdo do jogo salvou-o da mediocridade. Nos Estados Unidos, ele foi lançado apenas em formato digital.

Uma verdadeira edição definitiva para os fãs, o relançamento no PlayStation trazia muito material extra para o deleite dos fãs.

Coletânea exclusiva para o mercado Norte Americano, além de trazer todas as edições definitivas lançadas anteriormente no PlayStation e também trazia Mega Man 7 e 8 - juntamente com as duas versões lançadas anteriormente para Arcade da série Power Fighters.


Galeria de Vídeos

Versão NES sendo terminada em apenas 1 vídeo. Parte do meu canal de YouTube.


Versão Mega Drive sendo terminada em apenas 1 video. Parte do meu canal de YouTube.


Artbook
*Melhor visualizado se você salvar as imagens no seu computador



Artwork Poderes

Rolling Cutter


Super Arm


Ice Slasher


Hyper Bomb


Fire Storm


Thunder Beam


Complete Works

Cut Man


Guts Man


Ice Man


Bomb Man


Fire Man


Elec Man


Artbook Não Traduzido
*Em japonês




Finalizando

Aqui foram plantadas sementes para a maior franquia já criada pela Capcom, que gerou diversas sub-séries e um total de mais de 120 lançamentos entre 1987 e 2007.

E por hoje é só. O primeiro Mega Man abriu um novo capítulo na história da Capcom: não apenas criou um "mascote" que viria a se transformar na sua série com mais lançamentos na história, como abriu as portas para a produções de jogos focados no mercado caseiro - o que não era o foco da empresa antes do nosso querido robô azul. Como citado anteriormente, o fracasso comercial do jogo não foi o suficiente para fazer a Capcom desistir dele e no ano seguinte acabou sendo lançada uma continuação novamente para o NES.

Se algum de vocês der falta da versão Game Boy do jogo, eu estou preparando um especial específico para as versões portáteis do jogo devido as suas pequenas diferenças com o original e a sua sequencia exclusiva para o portátil da Nintendo. Mais para frente irei comentar sobre todas elas em separado, então tenham paciência que vai chegar a hora!

No próximo post, você conhecerá o remake do jogo produzido exclusivamente para o PSP: Mega Man Powered Up! Nele, Keiji Inafune trabalhou todas as idéias que ele gostaria de ter usado no jogo original, mas devido à limitações de hardware e agenda de lançamento apertada, ele não pôde incluir no original. Porém, o relançamento também sofreu da mesma "sina" do lançamento original. Espero que vocês tenham curtido esse post e voltem na semana que vem pra curtir mais um!

Sigam-me os bons! \o\~~~~~~

4 comentários:

  1. Olá Joao Carlos , tenho um canal de Gameplay no youtube , gostaria de saber se voce se interessa em publicar videos dos games das suas postagens , tipo cada postagem teria um video mostrando como e o jogo
    caso tenha enteresse entre em contato http://www.youtube.com/channel/UCcA2uCZTCpgHa8Q_DXd3q-Q
    meu skype YodaGames

    ResponderExcluir
  2. Este jogo foi a primeira vez que ví em um game na capa uma arte com "humano" desenhado. Eu vejo essa capa americana, não é fácil esquecer dela e muito menos deixar de rir, mas eu vejo essa capa e fico pensando... e se Mega Man tivesse seguido o caminho ilustrada na capa americana? Ainda bem que isso não aconteceu né, agora essa versão do MS-DOS eu já tinha visto. É interessante terminar esse primeiro Mega Man, no NES, ver o Mega Man com uma roupa normal de um menino ao invés da armadura.

    ResponderExcluir
  3. "Eis a capa original americana. Vou ficar caladinho aqui enquanto você ri dela junto comigo."

    eu acredito que esse capa, foi o resultado do ataque covarde feito pelos japoneses a Pearl Harbor. na época, os americanos tinham receio ou nojo de coisas japonesas (hoje, são os mulçumanos, arábes, chineses...) para não causar repudio aos gamers gringos, essa capa horrorosa foi feita.

    e de dos os chefes robôs, os de MM 1, são os que tenho mais simpatia, graças ao desenho do SBT

    ResponderExcluir
  4. Opa eae fãs de megaman vim aqui para anunciar um canal no discord totalmente focado em megaman nossa ideia e postar fã games e termos cada veis mais membros para desfrutar este jogo maravilhoso aqui esta um link de convite para que você possa entrar no canal muito obrigado https://discord.gg/KptHEGY

    ResponderExcluir