quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Art of Fighting



Art of Fighting (SNK, Neo Geo) - Lançado em 24 de Setembro de 1992, foi o segundo jogo de luta produzido pela SNK, sendo o primeiro Fatal Fury. Foi o primeiro jogo dela que trouxe personagens criados por Shinkiro, que no futuro iria criar personagens para Fatal Fury e The King of Fighters também.


História

A história do jogo é situada em meados do fim dos anos 1970/começo dos anos 1980: Ryo Sakazaki e seu melhor amigo e também rival Robert Garcia estão tentando achar a irmã de Ryo, Yuri Sakazaki que foi sequestrada por Mr. Big porque Ryo recusou o convite de trabalhar para a máfia e para "atiçar" Mr. Karate, o pai deles e o criador do estilo ficcional de karate "Kyokugen" (estilo extremo).

Seguindo essa linha, eles se aventuram por toda Southtown derrotando adversário atrás de adversário até finalmente conseguir achar o esconderijo de Mr. Big. O final do jogo, cujo eu não vou comentar, acaba num corte subito e só é inteiramente mostrado na abertura de AoF 2, fazendo com que o jogador fique se perguntando "quem diabos é Mr. Karate?".


Jogabilidade

Correndo por fora dos jogos de luta tradicionais, AoF utilizava uma barra de poder embaixo da barra de life que era usada para desferir os golpes: dependendo do golpe, iria utilizar uma certa quantidade de poder para isso e se você não tiver o bastante o golpe sairá bem fraco ou no caso dos golpes especiais eles nem chegam a ser executados. A barra de poder podia ser preenchida novamente segurando um botão de ataque por alguns segundos.

Os controles são bem simples: "A" é soco, "B" é chute, "C" agarra e "D" provoca. Apertando "C" numa posição que não seja para agarrar irá executar um ataque forte. O que vai determinar se o ataque forte vai ser soco ou chute vai ser qual dos dois botões você apertou por último; "A" e "C" executa um contra golpe aéreo e "B" e "C" um chute direto na cara. Alguns personagens podem pular na parede apertando "C", chamado de wall kick, mas estranhamente alguns personagens também não tem a habilidade de dar um agarrão.


Gráficos / Som

Os sprites de AoF eram coisa de outro mundo: os personagens eram tão grandes que passavam da metade da tela e eram super detalhados: os personagens sofriam danos visíveis e ficavam marcados até o fim do round. Levou muitos socos e chutes na cara? O personagem logo ficaria com um olho roxo à mostra. Aqui os efeitos de zoom e escala do console eram bastante mostrados dependendo da distância que se estava dos oponentes.

Outra novidade sutil e interessante que o jogo trouxe foram os estágios de bonus: ao invés de apenas ganhar uma pontuação extra para subir no ranking, dependendo do bonus que você escolhesse e concluisse ele aumentaria a sua barra de life, poder ou até mesmo aprender a famosa técnica "Haou Shoukou Ken" que é bastante útil para derrotar os chefes finais. Uma coisa que vale lembrar aqui é que no modo história só dá pra jogar com Robert e Ryo, os outros personagens só são jogáveis no modo VS.

A música não foge muito do trabalho convencional da SNK, com suas melodias representando cada situação do jogo com maestria. É o clássico modelo da SNK de você memorizar os personagens pelos seus temas.

Arenas

Southtown é uma cidade enorme e bem variada e os amigos Robert e Ryo irão percorre-la de cabo à rabo procurando por Yuri. Cada personagem tem o seu cenário fixo, sem mudanças se você jogar novamente.

Todo's Dojo (Ryuhaku Todoh)

Mac's Bar (Jack Turner)

Chinatown (Lee Pai Long)

'Lamor Restaurant (King)

Downtown (Micky Rogers)

Military Base (John Crawley)

Factory (Mr. Big)

Martial Arts Dojo (Mr. Karate)


Versões Lançadas

O jogo recebeu vários ports na época de seu lançamento: em 1993, a Takara lançou uma versão para Super Nintendo seguindo a mesma linha do Neo Geo, sendo que com os efeitos de zoom amenizados devido ao limite do hardware; a mesma coisa vale para a Hudson Soft que em 1994 lançou para o seu PC Engine CD² um port semelhante porém sem efeito de zoom já que o seu console não suportava o mesmo - entao foi utilizado um "truque" no qual a resolução do jogo era alterada cada vez que você estava perto ou longe do inimigo. Essa  versão também contém vozes, que foram usadas mais tarde no Neo Geo CD.

Ainda em 1994, a Takara novamente portou o jogo para o Mega Drive que também ficou sem o efeito de zoom e perdeu um pouco na paleta de cores mas ganhou novas configurações de controle deixando a jogabilidade bastante parecida com jogos como Street Fighter - cada botão presentando uma intensidade. Essa função também está disponível na versão do PC Engine CD. A versão do Neo Geo CD, como de costume, era igual à Arcade sendo que com loading times gigantes e algumas vozes durante as cutscenes.

Como toda série da SNK que se preze, o jogo recebeu uma coletânea em 2006 entitulada "Art of Fighting Anthology" para PlayStation 2 contendo os 3 jogos da série nela. Há também outra coletânea da SNK chamada "SNK Arcade Classics Vol. 1" que foi lançada em 2007 para PlayStation 2, Wii e PSP com 10 jogos clássicos da SNK e Art of Fighting está entre eles. Em Outubro de 2007, a versão Neo Geo foi lançada no Virtual Console do Nintendo Wii e em 2011 na PlayStation Network para PlayStation 3 e PSP.

Algumas imagens e videos das versões do jogo:

Neo Geo/Neo Geo CD:



Super Nintendo:


Mega Drive:



PC Engine CD²:





E por hoje é só. Muita gente ainda se confunde hoje em dia sobre a ligação entre as séries da SNK. Aqui vão explicações sobre o roteiro de Art of Fighting:

  • O jogo realmente se passa no começo da decada de 80, até mesmo há uma aparição de Geese Howard em Art of Fighting 2 quando ainda era jovem.
  • A série "The King of Fighters" embora traga os personagens da série AoF e Fatal Fury lado a lado, ela segue uma linha de continuidade diferente dos dois jogos. Isso foi feito para que os personagens de ambas as séries pudessem lutar juntos.
  • Embora haja essa confusão com a série The King of Fighters, eles mantiveram a mesma história de fundo que acontece nos jogos de Art of Fighting, mas seguindo sua propria linha de tempo.

Espero que com isso, tenha tirado a dúvida da grande maioria de vocês, já que até hoje ainda se discute muito sobre essa timeline da série "The King of Fighters" porque ela carrega as informações dos jogos mas não suas respectivas datas, portanto é como se essa série fosse em um universo paralelo aos jogos originais. É assim que eu gosto de interpretar.

Na semana que vem, eu vou trazer uma ficha com todos os personagens dos dois primeiros jogos, que estão mais ligados entre si do que com o terceiro jogo que é o mais diferente deles, já que o segundo jogo foi portado apenas para um console na sua época e mesmo assim não é tão falado assim esse port. É isso ai espero vocês na semana que vem.

Sigam-me os bons! \o\~~~~~~

10 comentários:

  1. Show de bola o post. O jogo é bom,e quando você conhece o AOF 2 fica ainda melhor, pois a jogabilidade é excelente.

    ResponderExcluir
  2. ótimo post de um ótimo jogo

    curioso que quando esse jogo saiu , eu demorei pra entender que não era apenas mais um street fighter clone e sim algo com uma jogabilidade propria e bem profunda

    curto muito o 3° da serie ....otimo jogo que acaboou sendo meio underrated

    ResponderExcluir
  3. Esse jogo é um divisor de águas. Mas eu prefiro a trilha sonora da versão para SNES. Deu uma saudade... Vou já para o emulador de Neo Geo rsrsr

    http://mp3game.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Muito boa matéria. Tinha ele no meu Mega Drive. Passava horas jogando.

    ResponderExcluir
  5. Robert Garcia geralmente pode ser visto dirigindo uma Ferrari Testarossa F40 nos games Art of Fighting 1 (1992) e Art of Fighting 2 (1994). No entanto, a julgar pela data de nascimento de seus personagens, o carro não foi produzido até o ano de 1987. Fazendo os eventos de Art of Fighting acontecerem no final dos anos da década de 1980 e início da década de 1990.

    ResponderExcluir
  6. Nos jogos Art of Fighting 1 (1992) e Art of Fighting 2 (1993) seguem as lutas dos estudantes do dojo de Caratê Kyokugenryu, Ryo Sakazaki e Robert Garcia, no que parece ser no final dos anos de 1970 e ínicio dos anos de 1980 (os eventos em Art of Fighting parece ter lugar nos anos de 1978-1979).
    Ryo Sakazaki é o filho do criador e mestre do estilo de Caratê Kyokugenryu, Takuma Sakazaki. Robert Garcia é o único herdeiro pródigo de uma família bilionária na Itália. Os dois primeiros da série são definidos na cidade de Southtown (E.U.A), um local comum em jogos da SNK que também é o cenário para a série Fatal Fury, enquanto o terceiro título parece ter lugar em uma área fictícia no México.
    O enredo da série Art of Fighting está ligado à série Fatal Fury. Em Art of Fighting 2, por exemplo, mostra a ascensão de Geese Howard como comissário corrupto da polícia para o supremo senhor do crime organizado de Southtown. Takuma Sakazaki é dito ser um rival e amigo de Jeff Bogard, o pai adotivo dos irmãos Bogard (Terry e Andy). O assassinato a sangue frio de Jeff Bogard pelas mãos de Geese Howard em plena luz do dia na frente dos seus filhos dispara os eventos da série Fatal Fury.
    A série Art of Fighting servia originalmente como uma prequela da série Fatal Fury a ter lugar no final dos anos de 1970 e inicio dos anos 1980. Isto reflete-se nas datas de nascimentos dos personagens oficiais da série e idades dadas em cada jogo. Nos jogos Buriki One e Fatal Fury: Wild Ambition, Ryo Sakazaki assume a antiga identidade de Mr. Karate de seu pai.
    Deve-se notar que, enquanto a série The King of Fighters apresenta os personagens da série Art of Fighting e faz alusão a eventos ocorridos nos jogos, segue-se uma continuidade diferente dos jogos Art of Fighting e Fatal Fury. Isto foi feito para que os personagens da série Art of Fighting podem lutar ao lado do elenco de personagens das séries Fatal Fury e The King of Fighters sem fazê-los parecer mais velhos.
    Robert Garcia geralmente pode ser visto dirigindo uma Ferrari F40 nos games Art of Fighting 1 (1992) e Art of Fighting 2 (1994). No entanto, a julgar pela data de nascimento de seus personagens, o carro não foi produzido até 1987. Fazendo os eventos de Art of Fighting acontecerem no final dos anos da década de 1980 e início da década de 1990.
    O caratê Kyokugenryu se baseia principalmente em diversos estilos de artes marciais: o caratê Kyokushin, o caratê Shotokan, o caratê Goju-Ryu e o caratê Full Contact, o Jiu-jítsu, o Judô, o Aikido, o Taekwondo e o Muay Thai.

    A linha cronológica da antiga SNK sobre as séries Art of Fighting, Fatal Fury e The King of Fighters era confusa. Um exemplo:
    Robert Garcia geralmente pode ser visto dirigindo uma Ferrari Testarossa F40 nos games Art of Fighting 1 (1992) e Art of Fighting 2 (1994). No entanto, a julgar pela data de nascimento de seus personagens, o carro não foi produzido até o ano de 1987. Fazendo os eventos de Art of Fighting acontecerem no final dos anos da década de 1980 e início da década de 1990.

    ResponderExcluir
  7. As séries Fatal Fury e Art of Fighting foi realmente criado por ex-funcionários da empresa Capcom, Hiroshi Matsumoto e Takashi Nishiyama , que trabalharam no original Street Fighter de 1987. Isso explicaria por que Ryo Sakazaki e Robert Garcia eram muito parecido com Ryu Hoshi e Ken Masters, em primeiro lugar.

    Robert Garcia representa um lutador de caratê rico, playboy e festeiro, cujo rival amigável é seu melhor amigo Ryo. Robert Garcia foi apresentado dessa maneira enquanto que Ken Masters tinha apenas desenvolvido este aspecto de sua personalidade pouco depois do lançamento de Art of Fighting.

    ResponderExcluir
  8. ATE HOJE GOSTO DESSE JOGO!!!JOGO COM TODOS MAS ESPECIALMENTE QUANDO ALGUEM JOGAVA CONTRA MIM EU ESCOLHIA O JONH;;POR CAUSA DOS GOLPES BONITOS!!!!

    ResponderExcluir
  9. GOSTO DE TODOS OS JOGOS DE LUTA ESPECIALMENTE OS ANTIGOS COMO FATAL FURY!!!THE KING OF FIGHTERS!!!VENDETTA PIT FIGHTER!!!ETC VELHOS TEMPOS!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir