quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Pocket Fighter



Pocket Fighter (Capcom, Capcom Play System 2) - Lançado em Setembro de 1997 nos Arcades japoneses, é o que pode ser chamado de uma paródia da Capcom aos seus próprios jogos de luta, pois o mesmo reune não só personagens de Street Fighter mas também de Darkstalkers e do jogo Red Earth.

O jogo utiliza personagens no formato "super deformed", o famoso SD (corpo pequeno, cabeça grande) que foi usado no lançamento anterior da Capcom, o Super Puzzle Fighter II Turbo. Presente nos estágios, estão vários personagens de  vários jogos da Capcom, sempre fazendo alguma coisa engraçada.

O sistema de combate aqui também é único e desenhado especificamente para o jogo: há 3 barras para cada personagem, cada uma dela representando uma cor e um golpe, respectivamente. Durante a luta, várias gemas irão aparecer no cenário de acordo com o que você bate no inimigo ou quebra os baús que são jogados na área, fazendo com que essa barra encha e seu golpe fique mais forte durante aquela luta. Há também a barra de "Super" que hailita um golpe especial quando completamente cheia.

São 4 botões: Soco, Chute, Especial e um botão com algum Golpe engraçado. Segurando o botão de Especial, o personagem carrega o golpe e ele se torna indefensável e tira ainda mais life - e também faz com que caiam mais gemas com o golpe desferido. Segurando para baixo, frente ou nenhuma direção e você tem 3 golpes especiais desse jeito por personagem.

Há um sistema de "Flash Combos", também conhecido como "Costume Combos" que o jogador desfere com os botões de soco e chute numa certa sequencia causando um dano de 4 hits no inimigo. Durante esse combo, o personagem irá mudar de roupa durante a sequencia (com excessão de Ryu) e dará um ataque poderoso no final - esse ultimo hit geralmente é o mais dificil de encaixar na sequencia.

Os uniformes são dos mais variados (como policiais de transito e estudantes de colegial) como trajes de banho e até cosplays de personagens famosos da Capcom. Por exemplo, Chun-li se veste de Jill Valentine de Resident Evil, enquanto Felicia se transforma em Mega Man e outros personagens de Darkstalkers que não estão presentes no jogo.


Eis os personagens controláveis:

Ryu: Um lutador com especialidade em tudo. Ele procura por Tessa, que pode saber de algum novo desafio para ele. Tessa manda ele para a batalha contra Hauzer como seu próximo desafio.

Ken: Procurando por uma garota bonita para tomar chá com ele, Ken acha eventualmente Morrigan e toma chá com ela... Até que Eliza vê Ken com ela. Também é um especialista em tudo.

Zangief: Personagem no estilo forte e lento. Ele está querendo convencer Felicia à participar de um show na Russia.

Chun-li: Personagem rápida porém fraca. Ela está a procura de um animal que fugiu do zoológico e acidentalmente confunde Felicia com ele antes de apreende-la. No final, ela descobre que a apresentadora do zoológico sumiu (Felicia) e vai atrás dela.

Sakura: Personagem rápida porém fraca. Sakura finalmente achou o seu ídolo, Ryu. Ele concorda em treina-la se ela o derrotar e no fim eles acabam treinando durante o verão.

Ibuki: A única personagem de Street Fighter III controlável no jogo, mesmo com vários outros aparecendo no cenário. Ela derrota Sakura no final, que revela a localização de uma sorveteria em Harajuku (terra natal dela). Já em Harajuku, Ibuki se encontra com Guy e o desafia para uma luta, mas perde porque foi chatangeada por uma batata cozida.

Morrigan: Ela está à procura de Chun-Li para provar que é a mais bonita. Quando ela ganha uma luta, ela se considera a mais linda e poderosa mulher em todo o mundo. Mas logo após isso, ela descobre que Lilith está rodeada de moços chamando-a de "bonita". Ela então fica com raiva e volta ao castelo em Makai prometendo vingança contra Lilith.

Hsien-Ko (Lei-Lei no Japão): Ela e sua irmã Mei-Ling (Lin Lin no Japão), estão procurando por Zangief que está oferecendo um trabalho para elas.

Felicia: ela está à procura de Ken porque ele tem contatos com a industria cinematográfica.

Tessa (Tabasa no Japão): ela está em busca de uma varinha de condão que está com Hsien-Ko. Entretanto, quando ela pega a tal varinha, descobre que na verdade é da empresa "Anakaris Trading Company" que a transforma em um pinguim.

Personagens "Secretos":

Dan: ele está procurando por estudantes para começar um novo Dojo. Ele acha Sakura e começa a treinar com ele, mas logo ela vai embora depois de descobrir que as técnicas de Dan são inúteis.

Akuma: ele está procurando por um novo lugar pra treinar depois que sua ilha se transformou em um parque de diversões. Hsien-ko leva-o para um cemitério abandonado no meio da floresta e diz que ele pode praticar ali quando os zumbis se levantam à noite.


Screenshoots da versão Arcade (CPS-2):



Ports:

O jogo foi lançado iniciamente para PlayStation em Junho de 1998 e vinha com uma demo do jogo "Rival Schools", um projeto em andamento na época da Capcom de um jogo de luta com estudantes da mesma escola. Na versão do Saturn, que foi lançada em Julho de 1998, essa demo foi removida e foi adicionado suporte ao cartucho de 4MB de RAM - que não foi muito efetivo, já que os loadings continuavam grandinhos e os sprites pouco maiores que os do PlayStation.

Esse jogo também está presente na coletânea "Street Fighter Alpha Anthology" como um jogo secreto que é habilitado depois que você termina todos os jogos da coletânea em uma certa ordem.


Alguns videos dos ports:

Sega Saturn:




PlayStation:



Port Inesperado:


Em 6 de Abril de 2000, a Capcom lançou o jogo no portátil japonês da Bandai, o WonderSwan monocromático. Aqui, a jogabilidade foi mantida graças a quantidade de botões do portátil porém devido a limitação da versão atual do aparelho o jogo ficou em Preto e Branco e as músicas sofreram um seríssimo downgrade, ficando até irreconhecíveis.

Mas o esforço da Capcom valeu a pena, pois foi um dos grandes títulos da primeira versão do portátil e chegou a vender até bem considerando os números do portátil.


Algumas screenshoots e videos da versão para WonderSwan:





E por hoje é só. Como vocês podem ver mais uma vez, a Capcom tentava expandir seus horizontes tentando levar seus jogos de lu ta para novas audiências e também com um toque de comédia que funcionava muito bem. Aqui vocês podem conferir as Artworks que foram feitas para as capas dos jogos:






Achei a arte bastante bonita e quis repassar pra vocês verem. E é isso ai, por hoje é só. Semana que vem eu vou falar sobre um jogo de corrida para Sega CD nos moldes e Lamborghini e Top Gear, para os saudosos por jogos simples e desafiores ao mesmo tempo. E podem aguardar que em breve aparecerão mais coisas legais por aqui.

Sigam-me os bons! \o\~~~~~~

2 comentários:

  1. Opa, eu sou um dos saudosos por jogos simples e desafiores ao mesmo tempo. Aguardo mais posts. Valeu, esse ficou 10!!!

    ResponderExcluir