sexta-feira, 19 de maio de 2017

Mega Man Xtreme 2


Mega Man Xtreme 2 (Capcom, Game Boy Color) - Lançado em 19 de Julho de 2001 como Rockman X2: Soul Eraser (ロックマンX2 ソウルイレイザー) no Japão, este título é outro spin-off da série Mega Man X e uma sequencia direta para o primeiro Mega Man Xtreme. Chegou aos Estados Unidos em Novembro de 2001 e na Europa em 08 de Fevereiro de 2002.

MMXtreme 2 se passa durante o Século XXII, em um ano desconhecido 21XX, entre os eventos de Mega Man X3 e Mega Man X4. As "DNA Souls" de robôs conhecidos como Reploids em todo o mundo estão sendo roubadas por um par de vilões numa tentativa de criar um exército de Mavericks mortos-vivos. Os Maverick Hunters X e Zero vão atrás deles, agora com a ajuda de sua mais nova aliada Iris. O jogo foi melhor recebido que o primeiro devido as suas melhorar significativas em relação à ele.

Em 25 de Dezembro de 2013 o jogo ficou disponível no Virtual Console japonês do Nintendo 3DS através da Nintendo eShop. Logo após ficou disponível na América do Norte em 29 de Maio de 2014 e em 11 de Setembro de 2014 na Europa.



História

Dessa vez, Zero também foi incluído como personagem jogável, aumentando a variedade e o desafio do jogo.

Em todo o mundo, Reploids estão tendo os seus programas (memórias e personalidades) subitamente apagados, se transformando em conchas vazias. Esse fenômeno foi chamado "Apagamento". Um dia, as leituras dos Reploids de "Laguz Island" no oceano sul sumiram instantaneamente e os Maverick Hunters X e Zero receberam ordens de investigar a ilha numa tentativa de determinar o que está acontecendo e descobrir quem está por trás do apagamento das almas.


Mavericks

X Mission

Neon Tiger [シャイニング・タイガード]
Apelido: Guardião Divino da Floresta
HP: 32
Arma Obtida: Ray Claw (X); Rising (Zero)
Dano: 2 (Ray Splasher); 4 (Contato);
6 (Escorregão); 8 (Ray Claw)
Ponto Fraco: Tornado Fang (X); Drill Crush (Zero)

Launch Octopus [ランチャー・オクトパルド]
Apelido: General Militar das Profundezas
HP: 32
Arma Obtida: Marine Tornado (X); Fish Fang (Zero)
Dano: 2 (Mísseis); 3-5 (Drenagem de Energia);
4 (Contato, Homing Torpedo); 6 (Marine Tornado)
Ponto Fraco: Tri-Thunder

Flame Mammoth
Apelido: Petroleiro Impetuoso
HP: 32
Arma Obtida: Fire Wave
Dano: 0 (Óleo), 2 (Bola de Fogo, Fire Wave); 4 (Fire Wave);
6 (Contato, Bola de Fogo caindo do teto)
Ponto Fraco: Marine Tornado (X); Fish Fang (Zero)

Volt Catfish [エレキテル・ナマズロス]
Apelido: Resgate da Usina de Força
HP: 32
Arma Obtida: Triad Thunder
Dano: 2 (Eletricidade); 4 (Contato, Tri-Thunder)
Ponto Fraco: Ray Claw (X); Rising (Zero)


Zero Mission

Blast Hornet [エクスプローズ・ホーネック]
Apelido: Espião Voador das Sombras
HP: 32
Arma Obtida: Bomb Bee (X);
Earth Gaizer (Zero)
Dano: 2 (Bomb Bee); 4 (Contato); 6 (Ferrão)
Ponto Fraco: Sonic Slider (X); Dash (Zero)

Tunnel Rhino [スクリュー・マサイダー]
Apelido: Bárbaro das Profundezas da Terra
HP: 32
Arma Obtida: Tornado Fang (X);
Drill Crush (Zero)
Dano:  2 (Brocas, Pedaços de Rocha);
4 (Tornado Fangs); 6 (Contato)
Ponto Fraco: Bomb Bee (X); Earth Gaizer (Zero)

Wire Sponge [ワイヤー・ヘチマール]
Apelido: Pequeno Demônio da Floresta Verde
HP: 32
Arma Obtida: Strike Chain (X);
Lightning (Zero)
Dano: 2 (Semente, Cipó); 6 (Raio);
4 (Contato, Strike Chain)
Ponto Fraco: Fire Wave

Overdrive Ostrich [ソニック・オストリーグ]
Apelido: Corredor Rápido das Planícies Arenosas
HP: 32
Arma: Sonic Slicer (X); Dash (Zero)
Dano: 4 (Contato, Sonic Slicer)
Ponto Fraco: Strike Chain (X); Lightning (Zero)


Reploid Research Laboratory

Velguarder [ベルガーダー]
HP: 32
Dano: 6 (Contato, Orbs, Projéteis); 8 (Bafo de Fogo)
Ponto Fraco: Ray Claw / Tornado Fang (X);
Rising / Drill Crush (Zero)

Isaz & Sowilo [イーサ&ソウェル]
HP: 32
Dano: 4 (Bola de Plasma); 6 (Míssil);
10 (Contato, Broca)
Ponto Fraco: Tornado Fang (X);
Drill Crush / Fish Fang (Zero)

Berkana [ベルカナ]
HP: 32
Dano: 2 (A-B Ball); 8 (Estaca, Bola de Ferro);
6 (Contato, Bola de Fogo, Swoop)
Ponto Fraco: Ray Claw / Sonic Slider

Gareth [ガレス]
HP: 32
Dano: 6 (Contato); 8 (Lança, Escudo)
Ponto Fraco: Rising

Sigma [シグマ]
HP: 32
Dano: 4 (Bola de Energia); 6 (Contato);
8 (Corte); 10  (Garra, Parede Eletrizada)
Ponto Fraco: Drill Crush (X);
Dash / Marine Tornado (Zero)

Sigma Beast [シグマビースト]
HP: 32
Dano: 2 (Bola de Energia); 8 (Contato, Barreira)
Ponto Fraco: Tornado Fang (X);
Z-Saber / Marine Tornado (Zero)


Jogabilidade

Não chore, Iris. Sua volta foi temporária mas muito bem vinda.

MMXtreme 2 é um jogo de ação-plataforma que é bem parecido com o primeiro Mega Man Xtreme. Como as adaptações de Game Boy da série original de Mega Man, MMXtreme 2 pega emprestado elementos dos três primeiros jogos da série Mega Man X. É necessário completar uma série de fases de progressão lateral evitando obstáculos e destruindo os chefes no final da fase. As fases são em grande parte linear e apresentam um número de armadilhas e inimigos robôs para combater; coletando as DNA Souls e itens que recuperam a energia, munição e vidas extras; power-ups que aumentam a energia máxima; partes de armadura que garantem novas habilidades.

Essas armas podem ser utilizada para derrotar outros chefes com maior facilidade, uma vez que cada um é fraco à uma arma específica. Depois de cada fase, as DNA Souls coletadas na fase irão ser acumuladas e utilizadas para comprar melhoramentos com a Iris. Esses melhoramentos vão desde aumento na velocidade e poder, recarregadores de energia e escudos.

Na dificuldade NORMAL, é possível escolher entre utilizar X ou Zero, cada um com as suas vantagens e desvantagens. X utiliza o seu X-Buster para atirar nos inimigos à distância e pode ser carregado para causar um dano maior aos inimigos. Já Zero utiliza o seu Z-Saber para combate corpo-a-corpo. Zero é mais vulnerável à levar dano por ter que chegar mais perto dos inimigos, porém os seus golpes causam mais dano que as balas de X. Um modo de dificuldade chamado XTREME pode ser desbloqueado para que possa se escolher entre X e Zero em qualquer fase, além de permitir que eles habilitem armas diferentes dependendo de quais chefes forem derrotados.

A grande mudança no jogo quando comparado com outros títulos da série é que X e Zero não ganham a arma quando o chefe é derrotado ao mesmo tempo; apenas o personagem que foi usado para destruir o Maverick irá receber a arma especial. Isso adiciona uma mudança na estratégia durante o jogo e deve ser levado em consideração não apenas a ordem no qual cada chefe será enfrentado mas sim com tal arma qual personagem será mais efetivo no passar da aventura. Completando esse modo irá habilitar um modo secreto "Boss Rush" que permite que o jogador enfrente os 8 Mavericks desse jogo assim como também os 8 Mavericks do primeiro Mega Man Xtreme.


Desenvolvimento

Eles até que tentaram esconder o Sigma na divulgação do jogo, mas lá no fundo você já sabia que ele era o chefe final.

MMXtreme 2 foi desenvolvido e publicado pela Capcom. O artista Haruki Suetsugu foi responsável por projetar os personagens e a arte de capa da versão japonesa para o jogo. Ele expressou sua felicidade por poder ilustrar Iris, o que ele não fazia desde Mega Man X4. Como o jogo se passa antes do X4, ele modificou a roupa de Iris retirando a sua boina e dando à ela um uniforme com um visão de "colegial" para deixa-la mais nova. Berkana e Gareth foram desenhados como uma bruxa e um cavaleiro, respectivamente, para ligar o tema dos vilões medievais do primeiro jogo. O companheiro de Gareth, Lion, não aparece no jogo apesar dele ter sido projeto por Suetsugu.

O jogo foi anunciado no Japão em Março de 2001, Antes da E3 daquele ano, a Capcom anunciou que eles estariam localizando o jogo para territórios ocidentais, assim como o primeiro título de outra série de spin-off de Mega Man para Game Boy Advance: Mega Man Battle Network.


Recepção e Legado

Melhor que o anterior, mas muito abaixo da média para a série: Xtreme 2 é uma pedida só para fãs hardcore da série.

A recepção para o jogo foi mais entusiástica do que o primeiro Mega Man Xtreme. Na SuperGamePower 90, uma grande gafe foi cometida na divulgação do jogo: primeiro, na página 25, eles divulgaram a versão japonesa na sessão "Pré-Estréia"; depois, eles publicaram uma análise dessa mesma versão na página 46 com o título "Mega Man X: Soul Eraser" e esqueceram de remover a borda do emulador. Ainda não se sabe se foi por esses erros que a revista deu uma pausa depois dessa edição, mas a verdade é que foi um erro muito grande pra passar despercebido.

Na análise, o jogo recebeu notas 7/8/8/8 nos quesitos Controle, Diversão, Gráfico e Sons, respectivamente, com a seguinte ressalva: "Os gráficos e a jogabilidade não mudaram nada. O que ainda atrapalha um pouco é não ter um botão exclusivo para a ação de escorregar".

MMXtreme 2 foi o 6º jogo mais vendido no Japão durante a sua semana de lançamento com 17.110 unidades vendidas. De acordo com o site Dengeki Online, o jogo vendeu 88.564 unidades no Japão em 2001, fazendo dele o 127º jogo mais vendido da região naquele ano. Em 2012, o site americano da IGN listou ambos os títulos de GBC entre os títulos que eles queriam que fossem disponibilizados no Nintendo eShop do Nintendo 3DS - o que acabou acontecendo. O jogo foi lançado em 25 de Dezembro de 2013 no Japão, 29 de Maio de 2014 nos Estados Unidos e em 11 de Setembro de 2014 na Europa.


Imagens e Vídeos



Comercial de Rockman X2: Soul Eraser no Japão pelo Canal DemonGodSword.


8 minutos de gameplay sem comentários pelo Canal SilentLen.


Galeria de Capas

No Japão, a belíssima arte do Haruki Suetsugu estampa a capa.

Infelizmente, no ocidente eles decidiram editar a capa e não usaram a arte original. O resultado foi isso ai.

Na Europa, o jogo foi lançado com a mesma capa editada.


Artwork

X

Zero

Berkana

Gareth

Gareth Lion

Iris

Iris

Finalizando

"Missão dada é missão cumprida!" - disse o Capitão. Agora descubra qual dos dois é o Capitão...

E por hoje é só. MMXtreme 2 foi melhor do que o primeiro, mas isso não quer dizer muito no fim das contas. A Capcom sempre foi experiente em trazer jogos que se julgavam impossíveis de se rodar em certas plataformas, mas com Mega Man X esse caso nunca veio à tona na minha opinião. O único acerto que eles tiveram no portátil da Nintendo foi quando lançaram Mega Man V com suporte à Super Game Boy lá em 1994. Ainda bem que este foi o último dessa pequena série de spin-offs que ela decidiu lançar no GBC e eles decidiram focar no que era bom de verdade: Mega Man Zero e Mega Man Battle Network no Game Boy Advance.

Eu sei que havia prometido o X7 pra depois desses posts, mas infelizmente ficaram faltando alguns detalhes que eu acabei deixando passar despercebido para poder concluir e eu vou precisar de mais um tempo pra concluir. Na semana que vem eu vou trazer 2 posts que seriam adicionais: Mega Man Maverick Hunter X e Mega Man X Collection. O primeiro vai falar do remake do primeiro Mega Man X para o PSP e suas diferenças em relação ao original, enquanto o segundo vai listar algumas curiosidades sobre essa coletânea que foi lançada apenas na América do Norte. Assim como foi com os Xtreme, os posts sairão com 1h de diferença um do outro, então fiquem atentos para não perder!

Espero que vocês tenham curtido esse post e volte na semana que vem pra curtir mais um!

Sigam-me os bons! \o\~~~~~~

Nenhum comentário:

Postar um comentário