sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Breath of Fire III


Breath of Fire III (Capcom, PlayStation) - Lançado originalmente para PlayStation no dia 11 de Setembro de 1997, foi o primeiro jogo da franquia à trazer gráficos tridimensionais e vozes. O jogo foi desenvolvido pelo diretor Makoto Ikehara e trás uma trilha sonora inspirada em jazz feita pelos compositores Yoshino Aoki e Akari Kaida.

A história novamente se passa em um mundo fantasioso aonde humanos vivem lado-a-lado com criaturas antropomórficas e foca na história de Ryu, o último dos "The Brood" (uma raça que pode se transformar em poderosos dragões), enquanto ele viaja pelo mundo para desvendar o mistério de seu povo e se reencontrar com a sua verdadeira família.

A jornada de Ryu vai leva-lo através de sua fase adulta enquanto ele se une à outros personagens que o ajudarão em sua missão. O jogo recebeu, em sua maioria, reviews positivos na época do seu lançamento e chegou a vender 425,000 cópias só no Japão.

O jogo tem uma visão isométrica e é permitido que você rotacione a câmera em 360 graus. Embora o jogo utilize gráficos tridimensionais para os cenários e outros objetos, os personagens ainda são feitos em sprites bidimensionais. Como em todo jogo da série, BoF III também trouxe algumas novidades, à começar pelo "Master System', que permite que qualquer um dos personagens aprendam novas habilidades e melhores seus atributos quando entram em contato com personagens "NPC" conhecidos como "Masters".

Outra novidade é a "Vila das Fadas" que dá ao jogador a habilidade de influenciar o crescimento de uma pequena vila de fadas, que no futuro os dará acesso a itens especiais no jogo e mini-games e também um "Sound Test". Enquanto navegam pelo mapa principal, os jogadores podem montar um acampamento e encher suas barras de life e mana no processo e também conversar com personagens específicos da sua "party". Há também como pescar nos vários rios/lagos/mares espalhados pelo mapa.

A única diferença notável nas batalhas é que o jogo limitou à apenas 3 personagens entrarem em confronto ao mesmo tempo, enquanto os anteriores permitiram que até 4 lutassem juntos. Já o port para PSP, que foi lançado em 2006, vendeu aproximadamente 24,000 cópias no Japão e foi lançado logo em seguida na Europa trouxe como novidades suporte à tela widescreen do console e o mini-game de pesca pode ser jogado com mais jogadores.

Algumas imagens e videos do jogo:

PlayStation:






PSP:






*Imagens gentilmente cedidas pelos sites MobyGames e Neo Seeker.

Até hoje, não foi falado pela Capcom muito sobre a timeline da série: apenas se sabe que o II é continuação direta do I e que o "Dragon Quarter" é situado em um universo paralelo. Talvez pelo baixo número de vendas na plataforma, a versão de PSP nunca foi lançada nos Estados Unidos - embora a versão européia tenha usado a tradução original do PlayStation sem modificações.

Para a semana que vem, devido ao grande número de pedidos eu vou falar do quarto jogo da série e fechar meus posts sobre a série Breath of Fire - afinal devido ao grande "bafafá" que me fizeram sobre o jogo da série que foi lançado para PlayStation 2 eu sempre fiquei longe dele e nunca joguei. Mas quem sabe um dia? Espero vocês na semana que vem!

Sigam-me os bons! \o\~~~~~~

5 comentários:

  1. que porra de sping off ?
    que cronologia original ?
    o 4 é o mais próximo de ser o primeiro dos jogos, do que o próprio 1, ja que no 4 conta que o ryu e o fou-lu são ambos 1 deus só, vish, muito lixo esse review na boa.

    ResponderExcluir
  2. Sem contar que ainda se considera um fã e não jogou o Dragon Quarter ?
    Nem deveria fazer review da saga, totalmente lixo.

    ResponderExcluir
  3. Quando me refiro a "spin-off" digo que os personagens e até mesmo o universo aonde o jogo se passa não tem nenhuma ligação com os 2 jogos anteriores. BoF IV também segue essa linha de criar novamente um universo e personagens próprios, apesar de Ryu, Nina e alguns personagens da Party lembrar muito os antigos eles não tem nenhuma ligação.

    Eu não joguei o Dragon Quarter porque além de eu nunca ter tido PS2 por um tempo considerável pra terminar um RPG, ele recebeu notas baixas em todos os lugares então pensei que não valia a pena gastar dinheiro jogando ele, apenas vi videos e não gostei mesmo assim.

    Se você não gosta do blog, tudo bem, o que eu faço não é pra agradar todos. Mas ao invés de chegar falando desse jeito você podia me ajudar com referências pra melhorar o post - afinal eu não sou nenhum guru pra saber TUDO sobre todos os jogos que eu posto aqui.

    ResponderExcluir
  4. Nunca tinha ouvido falar desse game e me pareceu muito bonito, fiquei curioso para jogar. Acho que já vi jogarem o IV, se é que existe um. Valeu pela dica!

    ResponderExcluir
  5. Bom só pra esclarecer a todos que falto algo, o BoF 3 se passa milhares anos depois dos acontecimentos do 2 e é a ultima continuação direta da hitoria (1,2 e o 3) já o 4 e o 5, são historias de universos paralelos, isso é mostrado no 4 quanto você seleciona a Momo como Master. E sinceramente o o 3 foi o melhor RPG da serie e o mais dificil também. É uma pena que a Capcom não tenha aproveitado para fazer outra historia Baseada no BoF 3. BoF 3 é ótimo RPG.

    ResponderExcluir