quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Ardy Lightfoot


Ardy Lightfoot (ASCII Entertainment, Super Nintendo) - Lançado em 26 de Novembro de 1993 no Japão, é um jogo de plataforma produzido exclusivamente para o Super Nintendo pela ASCII Entertainment que foi publicado no ocidente pela Titus em 1994. Apesar de não ser muito conhecido entre os fãs da plataforma, ele tem seus próprios méritos e explora de uma forma bem inteligente todos os limites e recursos do console da Nintendo.

História e Jogabilidade

Ardy Lightfoot é uma criatura antropomórfica que parece uma raposa ou um gato. Ele é acompanhado por seu melhor amigo Pec, um pinguim azul. Pec pode ser usado como arma ou pode operar vários mecanismos como um balão de ar quente ou destruir pedras. Se Ardy for atingido por um inimigo, Pec desaparece e só pode ser achado novamente dentro de baús espalhados pelas fases. Se Ardy estiver sem Pec por perto, ele ainda pode atacar com o seu rabo e se proteger temporariamente se escondendo atrás de um espelho.

A história do jogo é sobre o arco-íris sagrado que se quebrou em 7 partes e cabe à Ardy recupera-las novamente. Quem quer que colete todas as 7 partes, ganhará um desejo. Um rei malvado chamado Visconti já conseguiu uma peça e está procurando pelas outras. Com seus próprios fins, ele envia várias criaturas e escudeiros como Beecroft, Catry e outros para achar tais peças. Essas criaturas foram o grupo de oponentes que Ardy devem enfrentar durante a sua jornada.

Ardy é ajudado por amigos ao longo do caminho, como o ancião sem nome, Nina e um aventureiro misterioso chamado Don Jacoby.


Diferenças Regionais

A capa européia do jogo trazia detalhes em verde, o que não era tão comum por lá.

Quanto a Titus publicou o jogo no ocidente, várias edições foram feitas ao jogo. Isso inclui uma grande quantidade de sprites, como a pose de espera de Ardy, que foi removida; animais amarrados e chorando foram removidos do cenário de fundo da fase da floresta; e na 6ª fase "Eaten!", a morte de Catry foi totalmente removida do jogo, ao invés disso ela vira apenas uma pilha de ossos, sem a piscina de ácido.


Algumas Imagens e Videos do Jogo:





Finalizando

A única diferença entre a capa européia e a estadunidense eram os detalhes ao redor da imagem.

E por hoje é só. Apesar dos temas serem bastante diferente nos 2 jogos, também coloco Ardy Lightfoot como uma pérola do Super Nintendo que infelizmente deve ter passado despercebido pelos velhos problemas que acontecem na divulgação de jogos. Esse aqui, por sua vez, explorou mais os efeitos de rotação e chips sonoros do Super Nintendo e criou uma aventura mais lenta mas com tantos méritos quanto High Seas Havoc!

Na semana que vem, eu volto pra fazer a última parte do especial sobre Samurai Shodown e os 4 jogos restantes da saga, que foram os últimos jogos do Neo Geo, um na curta transição da SNK para a placa Atomiswave da Sammy e o seu último lançamento em 3D que foi um total fracasso de vendas e de crítica. Espero que vocês tenham curtido esse post e voltem na semana que vem pra curtir mais um!

Sigam-me os bons! \o\~~~~~~

4 comentários:

  1. Anoite aqui para jogar depois. Nunca tinha ouvido falar desse jogo e parece ser legal '-'
    Engraçado como alguns jogos ficam "obscuros" enquanto outros viram referencias.
    Abraços o/

    ResponderExcluir
  2. muito bom esse jogo curto ate hoje trilha marcante !!!

    ResponderExcluir
  3. COMO MATA O PRIMEIRO MESTRE NÃO CONSIGO DE FORMA ALGUMA :^(

    ResponderExcluir