quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Sonic the Hedgehog (16-Bit)


Sonic the Hedgehog (Sonic Team, Mega Drive) - Lançado em 23 de Junho de 1991, é um jogo de plataforma desenvolvido pelo Sonic Team e publicado pela Sega no Mega Drive. Esse é o primeiro  jogo da série e conta as aventuras do protagonista em sua jornada para derrotar o antagonista da série Dr. Robotnik. A história foca nos esforços de Sonic para impedir os planos de dominação do Dr. Robotnik, libertar os animais aprisionados por ele e coletar as 6 esmeraldas mágicas conhecidas como "Chaos Emeralds".

Nesse post, você vai conferir apenas a versão "16-bit" do jogo, na próxima semana você fica conhecendo a história por trás das versões 8-bit.

Jogabilidade

O jogador controla o protagonista Sonic para coletar as 6 Chaos Esmeralds, libertar os animais presos dentro dos robôs e acabar com a ameaça do arquiinimigo do Sonic, Dr. Ivo Robotnik ("Dr. Eggman" na versão japonesa). O jogo é dividido em "zonas" das quais são subdivididas em 3 "atos". No terceiro ato de cada zona, o jogador enfrentará Dr. Robotnik em uma das suas invenções. Depois de completar a 6ª Zona, o jogador irá ser levado diretamente à "Final Zone" para o último confronto contra o Dr. Robotnik.

É dado um certo número de vidas no começo do jogo, que são perdidas caso Sonic colida com espinhos ou inimigos, caia em um buraco ou exceda o limite de 10 minutos da fase. Se todas as vidas forem perdidas, uma tela de "Game Over" irá aparecer e nesse ponto o jogador pode retornar para o inicio do Ato caso tenha obtido continues nos Estágios Especiais.

Como um jogo de plataforma 2D, a jogabilidade centra nas habilidades de Sonic em passar em alta velocidade pelas fases que incluem molas, encostas, quedas altas e lacetes. As fases estão cheias de ameaças que são animais presos dentro de corpos mecânicos (chamados de "badniks" no manual da versão ocidental). Também deve-se evitar filas de pregos pontiagudos, poços sem chão e outros obstaculos.

O principal meio de ataque de Sonic é o seu "Spin Attack", aonde ele se enrola como uma bola, feito ao colocar pra baixo no controle enquanto se movimenta ou apertando o botão de salto. O primeiro modo pode ser usado para destruir algumas paredes secretas e outros obstaculos no chão, enquanto o segundo é mais um ataque aéreo.

Espalhados por cada Ato estão anéis de ouro, um item clássico da série. Coletando 100 aneis presenteia o jogador com uma vida extra. Anéis também são usados como uma camada de proteção contra as ameaças - se Sonic estiver carregando pelo menos 1 anel quando ele colidor com um inimigo ou um obstáculo perigoso, ele irá sobreviver, mas os anéis que estavam sob a sua posse irão se dispersar. Se Sonic for atingido com nenhum anel sob a sua posse, ele irá perder uma vida.

Escudos e invencibilidade temporária também podem ser coletados para dar uma proteção adicional, mas certos perigos como afogamento, ser esmagado, cair em um buraco ou ficar sem tempo fará com que Sonic perca uma vida mesmo estando com anéis sob sua posse ou qualquer um desses outros itens. Pequenos postes iluminados são usados como checkpoints e permitem que Sonic retornem para a sua localização exata caso ele perca uma vida. Caso o resultado dessa vida perdida seja a falta de tempo, o tempo será resetado para 0:00 novamente.

Quando Sonic chega no final dos Atos 1 ou 2 de uma Zona trazendo pelo menos 50 aneis, um grande anel irá aparecer e o jogador deve pular dentro dele para entrar no Estágio Especial. Nessas fases, Sonic fica rolando permanentemente no seu Spin Attack e balança em paredes e obstáculos em um labirinto em 360º. Nessa fase, o jogador pode ganhar continues ao coletar 50 anéis, mas o principal objetivo é chegar até a Chaos Emerald no final do labirinho sem colidir com nenhum dos blocos vermelhos espalhados pela fase.

Se Sonic coletar todas as Chaos Emerald no jogo, é possivel ver um final diferente no jogo, o "final bom".


Desenvolvimento

O desenvolvimento de Sonic the Hedgehog começou em Abril de 1990, depois que a Sega pediu para o seu estúdio interno AM8 que desenvolvessem um jogo que trouxesse um novo mascote para a empresa. Depois de escolher o ouriço como personagem principal, o grupo de 5 pessoas mudou o nome para Sonic Team e começaram a trabalhar no jogo. Entre este grupo de desenvolvedores estava o designer de personagens Naoto Oushima, o programador Yuji Naka e o designer Hirokazu Yasuhara.

Akira Watanabe, o ilustrador da artwork presente no jogo disse que o seu principal objetivo era deixar os personagens o mais coloridos possivel, cortando linhas e gradualmente conclui-los. Watanabe também disse que os desenvolvedores pediram à ele para criar uma ilustração de capa no estilo "pop art". O objetivo dele era criar um design "que não lembrasse as caixas convencionais de jogos".


Trilha Sonora


As músicas do jogo foram compostas por Masato Nakamura, um membro do grupo de J-Pop "Dreams Come True". O jogo utiliza o chip interno do Mega Drive Yamaha YM2612 como sintetizador para produzir a variedade de efeitos sonoros e a música também. Havia-se planejado um modo "Sound Test" para o jogo, com animações de Sonic dançando break para a música e uma "Sonic Band" consistindo nos personagens Sharps Chicken na guitarra, Max Monkey no baixo, Mach Rabbit na bateria e Vector the Crocodile nos teclados.

O personagaem Vector foi redesenhado e apareceu nos jogos Knucles Chaotix e Sonic Heroes posteriormente. O desenvolvimento do jogo foi diminuido e várias coisas tiveram que ser removidas, então Yuji Naka decidiu colocar o logo com a voz da "SEGA!" que depois seria usado em todos os comerciais de TV da empresa. Apenas esse logo utilizou 1/8 do cartucho de 4MBIT.

Em 19 de Outubro de 2011, 20 anos depois do lançamento do jogo, uma compilação de 3 discos com músicas de Sonic 1 e 2 foi lançada no Japão. O primeiro disco contém as músicas originais de ambos os jogos, enquanto que o segundo disco trás Masato Nakamura tocando as músicas em estúdio. O terceiro disco contém a música "Sweet Sweet Sweet" do grupo "Dreams Come True", sua versão cantada em inglês "Sweet Dream" e remixes das duas músicas feito pelo Akon.

Essa compilação inclui também comentários feitos por Yuji Naka e uma entrevista com Masato Nakamura.


Versões Alternativas e Ports

Também 1991, o jogo recebeu uma versão totalmente reformulada para o Master System e o Game Gear. Na semana que vem eu vou postar algo sobre ela em separado.

Em Novembro de 2006, uma nova versão do jogo, entitulada "Sonic the Hedgehog Genesis", foi lançada no Game Boy Advance como parte da celebração de aniversário de 15 anos do jogo original. Essa versão trouxe novos recursos, entre eles a habilidade de salvar o progresso do jogo, opção de escolher a fase e um modo especial chamado "Anniversary Mode" que trás o Spin Move Dash de Sonic the Hedgehog 2.

Além disso, a visão do jogo está mais próxima devido a pequena tela do GBA. Essa versão não foi muito bem recebida pela mídia, especialmente no que se diz respeito à o framerate baixo, música de baixa qualidade e vários glitches presentes no jogo.

Em compilações, o jogo foi lançado nas seguintes: Sonic Compilation (Sonic 3 in 1) (1995) e Sega 6-Pak (1996) ambas para o Mega Drive; Sonic Jam (1997) para o Sega Saturn; Sega Smash Pack (2001) para o Dreamcast; Sega Mega Collection (2002) para o Gamecube; Sega Mega Collection Plus (2004) para PlayStation 2, Xbox e PC; Sega Genesis Collection (2006) para PlayStation 2 e PSP; Sonic's Ultimate Genesis Collection (2009) para Xbox 360 e PlayStation 3; e Sonic Classic Collection (2010) para Nintendo DS.

A maioria das compilações trás o jogo sem muitas mudanças, mas Sonic Jam trás modos novos de jogo. Além da versão original, uma dificuldade "Medium" que altera o layout dos anéis e armadilha, e um modo "Easy" que omite algumas partes do estágio para deixar o jogo mais linear. Um modo "Time Attack" também está presente e permite os jogadores salvarem os seus melhores tempos nas fases e uma opção permite que se adicione o "Spin Dash" de Sonic 2.

Sonic the Hedgehog também está disponível para todos os 3 consoles de 7ª Geração. Foi lançado no Virtual Console do Nintendo Wii no dia de seu lançado em 2006 e foi portado pela Backbone Entertainment para a Xbox Live Arcade em 2007. Essa última versão tem opções de filtros, salvar e carregar progresso in-game e tela de jogo com vários tamanhos diferentes. Essa versão foi lançada a PSN em Março de 2011.

Adicionalmente, Sonic the Hedgehog foi lançado digitalmente em várias outras plataformas. Em 2007, o jogo estava disponível na iTunes Store como um jogo para iPod Nano, iPod Classic e iPod. Em 2008, o jogo já havia sido baixado mais de 8 milhões de vezes. A Sega lançou o jogo também para iOS em 2009 e também está disponível no GameTap. Em Outubro de 2010, o jogo foi lançado para Windows nos mais diversificados serviços online. Em Dezembro de 2012, o jogo foi lançado nas lojas Google Play e Amazon Appstore.

Um port remasterizado para dispositivos portáties foi criado usando a engine Retro Engine feita pelo Christian Whitehead que foi utilizada em 2011 para o relançamento de Sonic CD, chegando ao iOS em 15 de Maio de 2013 com a versão Android sendo lançada no dia seguinte. Esse port tem gráficos em widescreen, um modo Time Attack e a opção de desbloquear Tails e Knucles para jogar. O jogo também foi portado para o Nintendo 3DS em 15 de Maio de 2013 como parte da série "3D Classics".


Algumas Imagens e Videos do Jogo:

Mega Drive:





Game Boy Advance:





iOS:





Xbox 360:





Recepção

O jogo foi um completo sucesso de critica e no campo comercial. O site GameSport descreve o jogo como "um dos melhores jogos de plataforma de todos os tempos" e deu créditos ao jogo dizendo que "revolucionou o gênero de plataforma e deu aos jogadores uma alternativa legítima ao encanador gordinho da Nintendo."

O jogo foi bem recebido pela IGN também, que falou que o jogo passou pelo teste do tempo e "mesmo depois de 16 anos, o jogo ainda parece ótimo. Você irá se impressionar com a claridade e as cores que o jogo trás [...] Poucas pessoas sabem o quanto dificil foi criar a engine gráfica de Sonic, que permitiu a grande sensação de velocidade no qual o jogo ficou conhecida. Mas o avanço técnico que impressionou em 1991 ainda o faz hoje."

A revista EGM deu ao jogo nota 9 de 10, enquanto a Computer and Video Games deu a nota 94%. A publicação Mega colocou o jogo na terceira posição no seu "Top Jogos de Mega Drive de Todos os Tempos".

Apesar de todo o sucesso do jogo original, algumas versões do jogo, como a lançada no Game Boy Advance em 2006, foram duramente criticadas pela sua terrível replicação dos gráficos, música e falhas na jogabilidade em geral, deixando o jogo virtualmente injogável.

O jogo vendeu mais de 15 milhões de cópias, fazendo dele o jogo de Mega Drive mais vendido de todos tempos, assim como o jogo da série mais vendido.


Legado

Sonic the Hedgehog aumentou em uma escala enorme a popularidade do Mega Drive na América do Norte. Ele eventualmente substituiu Altered Beast como jogo que já vinha no pacote com o console. Ao fazer isso, a Sega acabou abocanhando 65% do mercado que era da Nintendo. Outra consequencia disso é que fez com que o Mega Drive passasse as vendas do Super Nintendo em uma contagem de 2 para 1 no fim de ano. Esse sucesso levou a Sega à passar a Nintendo em Janeiro de 1992 e controlar 65%¨do mercado 16-bits da época, fazendo pela primeira vez com que a Nintendo não tivesse o console mais vendido desde Dezembro de 1985.

Esse fato é lembrado como a mudança de curso em toda a geração de consoles 16-bit.

O jogo adicionou o elemento de físicas baseadas no momento para a formula do gênero de plataforma e também introduziu outros elementos únicos como os loops, trampolins, dispositivos de alta velocidade e anéis que agora são permanentemente associados à série. Enquanto a velocidade contribuiu para a fórmula, a sua execução influenciou vários outros jogos 2D, incluindo uma subsequente onda de mascotes similares como Bubsy, Aero the Acrobat, Ristar, Earthworm Jim e vários outros.

O jogo teve várias sequencias. Enquanto os primeiros jogos da série eram exclusivamente de plataforma, logo se expandiram para outros gêneros como adventure, luta, corrida, rpg e esportes. A franquia também se expandiu para outras midias como animes, desenhos animados, revistas em quadrinhos, mangás e brinquedos.


Aparição em Outros Jogos

Para o aniversário de 10 anos do jogo, a Sega incluiu um remake da Zona Green Hill no jogo Sonic Adventure 2. Ela também apareceu como uma arena de combate em Sonic Battle. Em 2008, a Zona Green Hill foi incluida no jogo Super Smash Bros. Brawl como um estágio desbloqueável. Sega Superstar Tennis inclui arenas que se situam em Green Hill e Scrap Brain. Para o aniversário de 20 anos, a Sega lançou Sonic Generations, que contém um remake da Zona Green Hill. Além disso, as versões console do jogo traziam o jogo original como uma recompensa escondida, permitindo continues infinitos para os jogadores.


Badniks






Artworks retiradas do link: http://soniczone0.com/games/sonic1/downloads/




Arte Conceitual

Acredite ou não, esse era um dos modelos originais do Sonic. Felizmente foi descartado e acabou sendo usado para o vilão Robotnik.
Outra arte conceitual que trazia inimigos meio "bobos".
Aqui o conceito do personagem já estava quase pronto.
Esboço da zona Green Hill. Alguns detalhes foram removidos devido a mudança de agenda pro lançamento do jogo.
Esboço da zona Marble.
Outro esboço, talvez seja da zona Scrap Yard.
Outro conceito criado e usado na zona Scrap Yard.


Galeria de Capas


Capa japonesa do primeiro jogo. Ele chegou por lá 1 mês depois do lançamento ocidental e trazia um estilo de capa totalmente diferente dos outros jogos do console para chamar atenção.
Capa da versão coreana de Sonic 1. A Samsung que distribuia o console por lá e acabou distruindo ela mesmo o jogo também. O nome do console por lá era "Aladdin Boy".
A capa americana utilizava uma artwork criada pelo time de desenvolvimento do jogo.
A capa japonesa de Sonic Jam para Sega Saturn também utilizava o estilo artistico Pop Art.
Sonic Jam levou os 4 jogos clássicos de Sonic ao Sega Saturn em 1997 e trazia um novo mapa 3D, além de vários extras desbloqueáveis no disco.
Sega Smash Pack Volume 1 levou ao Dreamcast 12 clássicos da empresa em 2001, entre eles Sonic. Um "Volume 2" nunca foi lançado.
Sega Mega Collection levou os 7 principais jogos de Sonic lançados no Mega Drive ao Gamecube em  2002 e também vinha com 4 jogos extras para desbloquear: Flicky, Ristar, The Ooze e Comix Zone.
Sonic Mega Collection Plus chegou em 2004 para PlayStation 2 e Xbox e em 2006 para PC. Vinha com todo o conteúdo da versão Gamecube além dos 6 jogos de Sonic lançados no portátil da Sega, Game Gear.
Em 2006, a Sega lançou essa coletânea com 26 jogos da empresapara PlayStation 2 e PSP e havia uma pequena diferença nos jogos extras entre as versões (no PS2 havia mais jogos para desbloquear).
Sonic's Ultimate Genesis Collection chegou ao PlayStation 3 e Xbox 360 e 2009 e trazia na embalagem 40 clássicos da Sega em HD e com filtros de imagem selecionáveis.
Sonic Classic Collection levou os 4 primeiros jogos de Sonic ao Nintendo DS com qualidade fiel aos originais.


Manual do Jogo



Finalizando

Agora você já sabe qual é a cerveja favorita do Sonic.

E por hoje é só. Sonic nasceu para ser o mascote da Sega e até hoje cumpre esse papel formidavelmente, com altos e baixos como toda série de sucesso tem mas infelizmente a popularidade do ouriço da Sega não é mais a mesma dos tempos aureos do Mega Drive. A Sega precisava de um marketing agressivo e uma imagem forte para bater de frente com a Nintendo e Sonic foi a grande resposta que eles deram à sua concorrente que praticamente dominava o mercado de video-games sozinha até a chegada desse jogo.

Na próxima semana, vocês vão conferir a versão 8-bit do jogo, que chegou a sair antes mesmo dessa versão para Mega Drive e teve uma função parecida: a de tentar dar uma sobrevida ao Master System nos Estados Unidos e Canadá, assim como consagrar o console como principal nas regiões aonde ele já vendia mais que o Nintendinho! Espero que vocês tenham curtido e voltem na semana que vem pra curtir um novo post!

Sigam-me os bons! \o\~~~~~~

2 comentários:

  1. Excelente post! Parabéns! Eu curto muito o Sonic, mas joguei mais suas versões do Master System, as do Mega Drive estou correndo atrás agora (pois na época eu tinha o Super Nintendo). Terminei o Sonic 1 recentemente, e realmente é MUITO BOM, muito gostoso de se jogar! Agora o próximo da lista será o Sonic 2, que dizem que é melhor ainda! Vamos ver!

    ResponderExcluir
  2. Muito bacana o post todo! Totalmente informativo!
    Legal saber que vc vai começar a falar sobre os jogos do personagem que mais gosto do mundo dos games, vai chover informação bacana por aqui. É bom para todos os fãs do ouriço e de todos aqueles que gostam de seus jogos mas não são tão apegados assim.
    Bonitona a capa da versão Coreana, nunca tinha visto! Mais uma que quero colocar na coleção agora! heheheheehehe

    ResponderExcluir