quinta-feira, 11 de julho de 2013

Samurai Shodown 64


Samurai Shodown 64 (SNK, Hyper Neo Geo 64) - Lançado em 19 de Dezembro de 1997 nos Arcades, é um jogo de luta 3D produzido pela SNK para a sua recém lançada placa Hyper Neo Geo 64. Essa foi a primeira tentativa da SNK de levar uma das suas franquias para o 3D. Apesar de nunca ter sido portado para um console caseiro, o jogo ainda recebeu uma continuação chamada Samurai Shodown 64: Warrior's Rage também no Hyper Neo Geo 64.

O jogo é amplamente considerado pelos fãs da SNK, visto que a maioria deles fora do Japão nunca tiveram a oportunidade de joga-lo e o jogo ficou apenas nos Arcades.


História

Tudo começou a duas décadas atrás... E levou vários anos para se cumprir.

"Yuga o Destruidor" apreendeu crianças não-nascidas por toda a terra, provindo-as com várias habilidades misteriosas e então retornou-as as suas mães.

Os bebês foram depois trazidos para o mundo como se nada tivesse acontecido.

Essas crianças mostraram habilidades únicas desde a infância e foram chamadas de crianças dos deuses por uns, crianças do demônio por outros. Depois das décadas suqsequentes, eles cresceram para se tornar crianças extremamente dotadas, acabando como sacudidores e proponentes de moção da sua geração.

Então um dia "Yuga o Destruidor" subitamente apareceu perante eles.

Ele veio para mostrar à esses individuos que não se lembravam nada dele... Um show de fantoches.

E aqueles que viram a sua performace se lembraram: as missões que foram dadas antes de virmos para esse mundo...


Personagens

Jogáveis:

Haohmaru

Genjuro Kibagami

Nakoruru

Rimururu

Ukyo Tachibana

Hanzo Hattori

Sogetsu Kazama

Kazuki Kazama

Galford D. Weller

Hanma Yagyu

Shiki


Chefes:

Gandara

Deku & Dekuina

Yuga the Destroyer


Secreto:

Kuroko


Jogabilidade

Ela faz uso da engine 3D, com a habilidade de se mover em qualquer direção (de uma maneira que seria modificada depois e usada nos jogos da série "Soul" da Namco). Esse é também o primeiro jogo de luta 3D com estádios repartidos (apesar de isso já ter aparecido em Mortal Kombat 3, o jogo era 2D), o que permite derrubar o oponente através de uma parede ou chão e leva-lo a uma nova sessão da arena. Essa idéia foi depois usada na série da Tecmo "Dead or Alive", que é frequentemente (e erroneamente) creditada por essa inovação. O jogo também faz uso do então tradicional "ring out", no qual a vitória é obtida ao colocar o oponente pra fora da arena.

Cada personagem possui uma barra de vigor que diminui com movimentos excessivos e ataques, e se repõe enquanto inativo. Há também a clássica barra "POW" que, uma vez completa, permite que o jogador use a habilidade de obter vigor ilimitado por um certo periodo de tempo e a habilidade de executar um Super Move com resultados devastadores.

Comparado à titulos anteriores da série, a passada do jogo é bem mais lenta e metodica. O esquema de botões leva um tempo para se acostumar, uma vez que cada movimento tem apenas uma variação, ao contrário de ter vários botões separados para cada força. O hardware também não ajudava muito e os visuais estavam sem aquele detalhe caprichado, com as texturas parecendo em baixa resolução e os personagens parecendo quadrados e mostrando falhas poligonais.

No geral, o jogo não foi tão bem recebido quanto a SNK queria e eles acabaram por corrigir os problemas do jogo em sua sequencia.


Confusão Com o Título

Devido a uma interpretação errada do público não-japonês, o jogo é frequentemente chamado de "Samurai Tamashii" pelos fãs. Isso acontece porque os 2 kanjis que fazem o título são pronunciados e escritos independemente um do outro como "Samurai" e "Tamashii" respectivamente. Devido a uma conversão morfológica do japonês conhecida como "rendaku", o segundo Kanji (que significa "alma" ou "espírito) é normalmente pronuciado como "damashii" ao invés de "tamashii" quando vem com um kanji antes dele.


Algumas imagens e videos do jogo:





Panfleto do Arcade Americano



Outras Propagandas / Posteres





Finalizando

Apesar de não ter ficado muito conhecido na época do seu lançamentos, muitos fãs (principalmente Americanos) clamam por ele até hoje, visto que a Hyper Neo Geo 64 morreu precocemente e o jogo nunca foi lançado em outras plataformas para ajudar na divulgação. O jogo não é tão ruim quanto costumam dizer, mas realmente a placa da SNK estava muito atrás de outras da Sega e Namco que já estavam no mercado a 2-3 anos.

A SNK que não era boba, ouviu de perto os fãs e coletou informações diretamente dos jogadores sobre como eles queriam que seria a continuação, e foi assim que eles decidiram lançar um segundo jogo também para o Hyper Neo Geo 64! Mas isso é papo para a semana que vem. Espero que vocês tenham curtido o Samurai Shodown 64 e voltou na semana que vem com a sua continuação aqui no blog. Até a próxima!

Sigam-me os bons! \o\~~~~~~

4 comentários:

  1. Cara, eu sempre pensei que esse game era do N64,so por causa do acréscimo dele ao título.

    Sempre tive vontade de jogar esse game, recordo que li sobre ele em uma SuperGamePower, mas era a análise era meio superficial se bem recordo. Você detonou com o artigo, vou ver se encontro uma forma de experimentar esse game =)

    ResponderExcluir
  2. Esse jogo é meio ruim de jogar, o maior problema é que as pancadas causam muito dano então não adianta nada ter duas barras de life se meia duzia de bordoadas podem te matar

    ResponderExcluir
  3. Esse eu queria experimentar. Outro que eu via nas revistas e achava que ia ser de outro mundo, nem imaginava que alguma coisa nova da SNK ia ficar atrás da concorrência.

    ResponderExcluir
  4. Fui a Salex ali na zona norte de São Paulo em 1997 ou 1998 na apresentação dessa Samurai 64, e o estande da snk estava lindo e em um telão passavam um trailer de entrada desse jogo, mas que hj em dia não encontro em lugar nenhum, nem youtube ou site oficial da snk ou em site de fãs, se alguem souber onde eu encontro esse video?

    ResponderExcluir