quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Mortal Kombat Trilogy



Mortal Kombat Trilogy (Avalanche Software, PlayStation) - Lançado em 01 de Setembro de 1996, é um jogo de luta publicado pela Midway que é uma compilação de todos os conteúdos dos jogos passados porém com mecânicas de Ultimate Mortal Kombat 3. MKT segue a mesma história de UMK3, mas contém todos os personagens e quase todos os estágios de Mortal Kombat Um e II.


Jogabilidade


MKT introduz a barra "Aggressor", que é preenchida a medida que os combatentes lutam (ela enche duas vezes mais rápido se o oponente estiver defendendo). Quando a barra é completa, o personagem fica mais rápido e forte durante um certo período de tempo.

Um golpe finalizador chamado de "Brutality" foi introduzido no jogo; para faze-lo, é necessário acertar uma sequencia de 11 botões que causa a explosão do inimigo (tal finalização também foi adicionada nas versões Mega e SNES de UMK3, elas não existiam no Arcade e em nenhuma outra versão). Todas as arenas que continham um Stage Fatality estão no jogo com seu respectivo Fatality com excessão do The Pit II - que foi omitido devido a necessidade de um sprite único quando o oponente cai da ponte.

Vários dos personagens tem golpes e finalizações inteiramente novas: alguns deles são golpes e movimentos que nunca foram usados nos outros jogos até o momento, fazendo a sua estréia aqui. Entre alguns deles estão: a Spinning Blade de Kano, o Air Torpedo de Kung Lao, o Spinning Punch de Goro, o raio de Raiden que ataca por trás do oponente e as lâminas giratórias de Baraka. Shao Kahn e Motaro ganharam alguns golpes novos também.

Quase todas as arenas de MK II, MK3 e UMK3 aparecem em MKT, entretanto apenas algumas de MK Um aparecem no jogo (Courtyard, Goro's Lair, The Pit e The Pit Bottom). As versões do PC, PlayStation e Saturn apenas excluiram "The Hidden Portal" e "Noob's Dorfen" de MK3, enquanto o Nintendo 64 não tem as seguintes: "Kahn's Arena" e "The Bank", de MK II e MK3, respectivamente.

Em algumas dessas arenas, o oponente pode ser derrubado em outra diferente. Essas são as seguintes combinações: The Subway → The Street, The Bank → The Rooftop (apenas no PC, PlayStation e Saturn), The Soul Chamber → The Balcony, Scorpion's Lair → Kahn's Kave, Goro's Lair → The Armory → Kombat Tomb (apenas no N64).


História


O jogo não trás uma história nova, ele apenas expande alguns conceitos e conta um pouco da história passada do jogo para cituar um pouco os jogadores. Como novos personagens foram introduzidos, a história não precisou ser necessariamente mudada para que eles fizessem parte dela.

Abaixo você pode conferia a abertura do jogo contida em todas as versões dele:



Elenco e Personagens

Junto com os personagens de UMK3, MKT adiciona Baraka e Raiden assim como eles apareceram em MK II. Em adição, ambos os personagens ganharam um ou dois golpes cada e ganharam novas animações de corrida e queda (essas animações não haviam sido introduzidas até MK3). Uma nova versão de Johnny Cage representada por um novo ator também foi introduzida e manteve todos os seus golpes de MKII, com excessão do "soco nas bolas".

Os chefes Goro, Kintaro, Motaro e Shao Kahn são controláveis pela primeira vez sem a necessidade de códigos. As versões do PlayStation, Saturn e PC também trazem versões alterntivas de Jax (MKII), Kung Lao (MKII), Kano (MK Um) e Raiden (MK Um) assim como eles apareceram em seus respectivos jogos, visto que eles são os únicos atores que ainda trabalhavam na Midway na época do lançamento do jogo.

Ho Sung Pak (Liu Kang), Philip Ahn (Shang Tsung), Elizabeth Malecki (Sonya Blade), Katalin Zamiar (Kitana / Mileena / Jade) e Daniel Pesina (Johnny Cage e todos ninjas) haviam deixado a Midway antes do processo de produção de MK3 começar devido a disputa de direitos autorais ou foram demitidos.

Johnny Cage é o único personagem que tem todas as animações novas no jogo, e foi retratado por Chris Alexander. Carlos Pesina é o ator por trás dos sprites de Raiden durante o jogo, porém na tela de VS quem vestiu a roupa foi Sal Davita. Além de Baraka e Raiden, o Kano original também ganhou novas animações baseadas no Kano mais novo de MK3.

E claro que não podia faltar um personagem secreto no jogo: o da vez é Chameleon, que tem golpes de todos os ninjas (Classic Sub-Zero, Scorpion, Noob Saibot, Human Smoke, Rain, Reptile e Ermac), porém é preciso ficar atento pois ele fica mudando de personagem no meio da luta. Ele é bastante similar a Reptile no primeiro Mortal Kombat, mas a diferença é que ele fica trocando de cor.

Aqui você pode conferir a ficha dos novos personagens, os personagens clássicos e dos chefes do jogo:



Cenários

Courtyard

The Pit I

The Pit Bottom

Goro's Lair

Dead Pool

Kombat Tomb

The Armory

Living Forest

The Pit II

The Portal

Kahn's Arena

The Subway

The Street

The Bridge

Soul Chamber

The Balcony

The Bank

Rooftops

The Temple

The Belltower

Smoke Portal

Graveyard

The Pit 3

Noob's Dorfen

Scorpion's Lair

The Cave

Jade's Desert

Waterfront

Scislaz Busorez

Star Bridge


Audio

A maioria das músicas de fundo foram mantidas com a mesma qualidade de MK II e MK3, especialmente nas versões CD-ROM. Em todas as versões do jogo, a maioria das músicas não são exatamente as que tocavam nas versões originais do Arcade e em todas as versões do jogo não aparecem nenhuma música do primeiro jogo.

Todas as versões CD-ROM lêem a música diretamente do CD, dando assim uma qualidade real de áudio. Infelizmente, elas não trazem as músicas que tocam nos finais e aqueles cortes de áudio tocados quando você finaliza o inimigo. Todas as músicas de MK 3 nessas versões foram sampleadas de 48kHz para 44.1kHZ, dando uma impressão de estarem tocando mais devagar do que a original.


Versões


PlayStation


Houveram pelo menos 3 revisões públicas do jogo no PlayStation, a última sendo a "Greatest Hits" na América e a "Platinum Edition" na Europa. Em cada revisão, aspectos da jogabilidade foram refinados, produzindo uma jogabilidade mais fiel à UMK3. Vários dos bugs encontrados no jogo apenas existiram na primeira versão do jogo.

Shang Tsung nunca aparece quando se joga nas torres do "Choose Your Destiny", provavelmente por causa dos loadings quando ele se transforma (há até uma opção de adicionar 2 personagens para a memória do sistema carregar, eliminando assim os loadings na hora da transformação), sendo o único modo aonde a CPU controla Shang Tsung as demonstrações de luta.

Depois de fechar essa versão, uma mensagem final aparece depois dos créditos: "MK4 está chegando em 1997".

Algumas screenshots dessa versão:


*Imagens gentilmente cedidas pelo site MobyGames.

Nintendo 64


Esse port contém um modo exclusivo 3-on-3. Assim como no Arcade, o jogador ganha 4 créditos ao começar o jogo, entretanto, ao iniciar uma partida para 2 jogadores, você ganha um crédito extra, enquanto nas versões CD-ROM é tudo free to play. O Free Play só é habilitado aqui através de códigos.

A "Supreme Demonstration" é a mais completa de todas as versões, uma vez que ela mostra todos os Fatalities, Babalities, Friendship, Animalities e Brutalities de todos os personagens, o que não acontece no PlayStation e Saturn (uma vez que essas versões precisam carregar as finalizações do CD e isso tomaria muito tempo só com leitura).

Essa é a única versão que utiliza apenas músicas de MK3 e é tocada pelo sintetizador interno do console, resultando em uma qualidade consideravelmente mais baixa que as versões CD. Entretanto, todas as músicas dos finais do jogo e os cortes de áudio durante as finalizações estão presentes, o que não acontece nas versões CD.

Devido a limitação de espaço no cartucho, há apenas 30 dos 37 personagens nesse port: Goro, Kintaro, as versões clássicas de Jax, Kung Lao, Kano e Raiden e o Sub-Zero sem máscara foram removidos (porém o Classic Sub-Zero tem todos os golpes do seu irmão). Chameleon foi substituido por outro personagem secreto Khameleon, uma ninja cinza.

Apenas nessa versão também, depois de terminar o Single Player é possível entrar um "Ultimate Kombat Kode", um código de 6 digitos que pode ser usado para desbloquear, entre outras coisas, Human Smoke e Khameleon.

Um novo estágio foi adicionado apenas no N64: Star Bridge, que nada mais é do que a fase The Pit II com um céu cheio de estrelas. Alguns outros cenários foram melhorados com novas animações. Alguns exemplos são o The Pit I que tem duas versões diferentes: uma com o céu cheio de estrelas e outra com o céu limpo, Kahn's Cave ganhou nuvens se mexendo e chão brilhante e no Lost Bridge aparecem 2 figuras estranhas no cenário de fundo aleatoriamente.

O cenário do cemitério tem mais nomes na parte da frente: assim como os designers originais de MK3, agora nomes dos integrantes do time da Williams Entertainment foram adicionados (com suas respectivas datas de nascimento sendo mostradas ao invés da data de lançamento do jogo, como acontecia em MK3). Há também 2 menus secretos, uma vez que nem todos os personagens jogáveis são desbloqueados logo de cara.

Motaro e Shao Kahn ganharam Fatalities e Johnny Cage tem 2 Fatalities que ele tinha em MK II (mesmo que um deles esteja diferente; ao invés de arrancar o torso do oponente, ele faz um Shadow Kick que faz com que o torso se separe do corpo). Ele também tem algumas animações diferentes quando recebe algum Fatality, como é o caso da cabeça inchada de Kabal que faz com que os óculos dele também inchem.

Nightwolf também tem um Friendship completamente diferente nessa versão, aonde ele retira 3 machadinhas e começa a fazer malabarismos com elas ao invés de se transformar em Raiden, uma vez que o mesmo não é um personagem selecionável nessa versão (nas outras versões, isso não acontece). E pra fechar, algumas animações tiveram que ser cortadas de cada personagem devido as limitações do cartucho.


Confira a Supreme Demonstration com todas as finalizações do jogo:



Sega Saturn


Essa versão foi convertida pela Point of View e lançada em 31 de Agosto de 1997, quase um ano depois das versões PlayStation e Nintendo 64 e é basicamente uma conversão direta do PlayStation sem muitas mudanças no conteúdo.

Devido as diferenças no hardware e uma programação mal feita, essa versão tem algumas diferenças técnicas que incluem a substituição de vários efeitos de transparência por outros mais fracos e a perda de algumas vozes dos personagens. Porém, o framerate ficou mais alto e os sprites bem maiores que a versão do PlayStation.


Confira um video com a gameplay do jogo:



Windows 95 / DOS


A versão do PC é um port direto da versão do PlayStation desenvolvida pela Point of View e foi lançada no mesmo dia que a versão do Saturn. Essa versão é uma cópia exata da versão PlayStation, com excessão dos loading times mais rápidos e algumas pequenas diferenças na introdução do jogo.

Houveram pelo menos 2 revisões públicas do jogo, segundo que a versão final vem com esse nome estampado perto do código de barras do jogo. Essa versão final é a mesma revisão do "Greatest Hits" do PlayStation. O jogo não suportava oficialmente o Windows 2000 e as versões seguintes (fazendo com que o jogo fechasse sozinho), entretanto um patch não oficial chamado "mktv2.sdb" fez com que o jogo funcionasse perfeitamente até mesmo no Windows Vista (com o CD no Drive para poder tocar as músicas).


Algumas screenshots dessa versão:



Tiger Game.com


O jogo foi um título de lançamento do portátil da Tiger. O jogo inclui modo multiplayer, acessado apenas com o uso do cabo link compete.com, apenas 13 personagens (Cyrax, Ermac, Jade, Mileena, Sektor, Kitana, Motaro, Nightwolf, Noob Saibot, Raiden, Reptile, Shao Kahn) e 10 cenários.

As primeiras screenshots do jogo incluiam certos personagens como Smoke, Scorpion, Classic Sub-Zero, Human Smoke, Goro e Kintaro, enquanto Raiden e Nightwolf não estavam presentes e foram adicionados para incluir personagens que não fossem apenas diferentes cores de paleta.

Além do mais, cada personagem tem apenas 2 golpes e 4 finalizações Fatality, Babality, Friendship e Brutality, com o mesmo comando para um dos personagens do jogo. A jogabilidade do jogo é praticamente inexistente, uma vez que os controles são horriveis e com um delay muito grande pra fazer os golpes. Ela consegue ser apenas um pouco melhor que a primeira versão de MK para Game Boy.


Confira a propaganda do jogo e todos as finalizações:





Outras versões

Uma versão beta do PlayStation que foi revelada em um trailer, utilizava os mesmos menus de UMK3 e a mesma estrutura também; o que mudou depois nas versões 1.0 e 1.1. Um hack para Mega Drive que inclui todos os personagens de todos os jogos e suas variações com excessão de Noob Saibot em MK3 pode ser encontrada na internet com o título de "Ultimate Mortal Kombat Trilogy"

Aqui vocês podem conferir o trailer de MKT que trazia essas diferenças:



Recepção

MKT recebeu notas de mediocre à médias pela midia. O jogo foi elogiado por trazer todos os personagens dos jogos anteriores e a adição de novos conteúdos que não foram vistos em UMK3, entretanto a crítica caiu encima da sua dificuldade brutal e o grande número de glitches.

No site GameRankings, as versões do PlayStation e Saturn tem um score de 90% para ambas, enquanto a versão do Nintendo 64 tem apenas 50%, com a revista Forbes chamando a versão do Nintendo 64 de "jogo particularmente horrível" em comparação com as outras versões. Mesmo assim, a versão do N64 ainda ganhou em segundo lugar na categoria Melhor Jogo de Luta para Torneios na Nintendo Power Awards '96.


Finalizando

E é isso meus camaradas. Depois de MKT, apenas o spin-off "Mythologies: Sub-Zero" voltaria a utilizar sprites capturados diretamente de um ator real e digitalizado para o jogo, uma vez que a Midway deixou esse processo de lado em favor dos gráficos poligonais, que estavam em ascenção naquela época.

Como o jogo foi focado apenas no mercado caseiro, o número de vendas subiu consideravelmente e até hoje MKT é o jogo da série mais vendido em uma única plataforma com 2,59 mi (2 milhões e 590 mil cópias) apenas no PlayStation, e com 960.000 cópias comercializadas no Nintendo 64. Não se tem um número exato de cópias comercializadas das versões Saturn e PC, mas acredita-se que foram menos que o console da Nintendo.

Mesmo com todo o sucesso do jogo mais atual da série, chamado de Mortal Kombat "9" ou "2011", que vendeu até o momento 3,11mi cópias, isso ainda não supera a marca de MKT mesmo considerando apenas as versões do PlayStation e Nintendo 64.

E isso é tudo o que eu vou falar da série por enquanto. Eu dividi esse especial em 4 partes, sendo essa a maior dela com 5 jogos e as outras eu postarei nos próximos meses, então podem aguardar que em breve vocês poderão ver mais conteúdo sobre Mortal Kombat aqui no blog, com essa mesma qualidade que vocês puderam conferir.

Eu gostaria de deixar aqui o meu MUITO OBRIGADO ao user "carachapadu", que foi fundamental em todos os posts desse especial. Sem ele vocês não teriam as fichas e as aberturas editadas em português e também algumas fases que vocês puderam conferir nos posts anteriores. E também gostaria de agradecer a "Ritinha Ratinha", que além de ter me ajudado com pequenas dicas nos posts, fez o banner que vocês podem conferir lá encima.

Acabo esse post aqui, vejo vocês na semana que vem com o meu próximo especial: Double Dragon!

Sigam-me os bons! \o\~~~~~~

4 comentários:

  1. ola eu achei o blog supriendente voce pesquisa muito bem dos jogos achei incrivel que voce pesquisou toda a historia do mortal combate eu segui o seu blog poderia seguir o meu é jovem-nostalgico.blogspot ...

    ResponderExcluir
  2. Ótimo review cara. Muito completo, parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Foda demais. Simples assim. Joguei pra caralho e mesmo eu achando inferior ao UMK3, eu ainda joguei muito! PQP!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nota porque que no mk trilogy nao saiu pra arcade devido a quantidades de personagens jogaveis

      Excluir